Monique Evans sente falta de Bárbara: ‘Preferia minha filha sem R$ 2 milhões’

Desde que teve alta da clínica psiquiátrica, Monique Evans só encontrou a filha Bárbara uma vez. O cotidiano de melhores amigas que viviam no passado ficou pra trás. O motivo alegado pela herdeira é a grande quantidade de compromissos profissionais aliada à distância. Monique segue morando no Rio de Janeiro e, Bárbara, vive agora em um flat em São Paulo. Em conversa com Purepeople, a ex-modelo lamenta o pouco contato que tem tido com a vencedora da última edição de “A Fazenda” e diz sentir falta da filha.
“Ela não tem aparecido aqui na minha casa. Depois que tive alta, ela veio uma única vez pegar umas coisas. Não estamos brigadas, mas a relação não está como antes. Acabo falando mais com ela por mensagens de celular”, lamenta, emocionada. “Sou apaixonada pela minha filha, mas pelo lado dela está estranho”.

Para Monique, esse distanciamento é efeito do reality show rural da Record. “Sinto muita falta dela. De estar mais presente na minha vida. Já disse isso para ela. Sinto falta da minha filha semprêmio de R$ 2 milhões. Preferia minha filha de antes, sem ter passado pela ‘Fazenda’. Algo mudou nela”, avalia. “Eu mudei totalmente pra pior. Minha depressão foi por causa do confinamento. A gente sofre muito lá dentro. Todo mundo que participa deste tipo de programa fala isso”.

Segundo Monique, nem o término do namoro de Bárbara e Mateus Verdelho reaproximou mãe e filha. “Eu a procurei quando o relacionamento acabou. Fiquei preocupada. Soube que ela estava um pouco traumatizada com o que tinha acontecido. Liguei e perguntei se ela precisava de algo. Mas ela foi carinhosa e disse que não. Me convidou para conhecer o flat dela em São Paulo, mas fui eu que liguei”, pontua.

Sobre Mateus, a ex-modelo que tanto torceu pelo relacionamento, diz estar decepcionada. Mas afirma que a filha também errou. “Acho que está faltando maturidade da parte dele. Mas a Bárbara colou nele de uma forma que ele não gosta. Ela deveria ter dado um espaço. Foi para a casa dele e não deveria ter ido. Ele queria fazer as coisas dele, sem ela. Só acho que o Mateus poderia ter dito isso antes para a Bárbara. Conversavam e resolviam”, diz.

Mesmo com a saudade da filha, Monique tem seguido sua vida. Ela diz estar bem melhor após a alta da clínica. “Meus remédios foram todos trocados e estou me sentindo bem mais ativa. Eu dormia direto de dia e agora não estou mais assim”, comemora. “Estou focando na minha vida, como não fazia havia muito tempo”, diz. Esse foco na vida inclui seu novo namorado, o jornalista Bruno Voloch.

“O jeito dele me conquistou. É uma pessoa incrível que cuida de mim e se preocupa comigo. Nunca ninguém cuidou de mim. Tive um apoio dele que nunca tive dos outros”, derrete-se. O único plano que não vai se concretizar por enquanto em seu plano de vida pessoal envolve o Carnaval. Ela iria desfilar em 2014 pela Mocidade, mas desistiu.

“Não sei se estou preparada para voltar e lidar com multidão. O assédio vai ser muito grande. Acho melhor ficar quietinha”, conta. “Acho que seria muita confusão para minha cabecinha, sabe? Melhor ficar quietinha e viajar”, avalia a loira. A questão física também pesou na hora de tomar sua decisão. Ela não tem os dois ligamentos nos joelhos, o que a impediria de sambar. “Meu joelho não está legal. Ele sai do lugar a cada minuto”, finaliza.

(Por Anderson Dezan)


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: