Modelos com vestidos curtos chamam a atenção de árabes em evento na Câmara


Modelos com vestidos curtos chamam a atenção de árabes em evento na CâmaraAs modelos, que preferiram não se identificar, demonstravam desconforto com os olhares curiosos dos que passavam.

Convidados para participar da sessão solene em homenagem a seu povo, que ocorre desde 15h30 na Câmara dos Deputados, os palestinos se confrontaram com uma cena pouco comum em sua terra. Duas modelos, uma loira e uma morena, receberam o público na porta do plenário usando trajes nada usuais até mesmo para o dia a dia do parlamento.

Altas, bonitas, de batom vermelho e cabelos escovados, as duas estavam em cima de um salto com mais de 10 centímetros e com um vestido tubinho preto, mais justo e curto do que as próprias costumam usar. As modelos, que preferiram não se identificar, demonstravam desconforto com os olhares curiosos dos que passavam. Pouco depois, elas foram levadas para próximo da mesa diretora e ali ficaram por alguns minutos, em frente ao local em que dezenas de palestinos, trajados de acordo com a cultura islâmica, estavam sentados.

A loira e a morena foram contratadas pela Embaixada do Estado da Palestina no Brasil para recepcionar o embaixador, Ibrahim Alzeben. De acordo com sua assessoria, foi o próprio embaixador que escolheu como queria as modelos e suas roupas. Questionada pelo Correio sobre a diferença entre a roupa das meninas e a das mulheres da Palestina, a assessora as retirou do local e as encaminhou de volta para a entrada do plenário.

Na plateia, homens usando turbantes e roupas brancas longas e mulheres de túnicas longas e lenços cobrindo-lhes a cabeça desviavam o olhar das moças. Conversando em árabe, eles comentavam a cena entre si. Apesar de destoar da cultura palestina, Mohammed Said disse ao Correio, em inglês, que não se incomodava com a roupa das modelos. “Não tem problema”, afirmou. O Alcorão, livro sagrado seguido pelo islamismo, determina que as mulheres devem se vestir sem atrair a atenção dos homens.

A cerimônia reverencia o Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino e Dia do Mundo Árabe, comemorado hoje, em alusão à Resolução da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, que há 66 anos indicou a criação de um estado palestino. A sessão foi sugerida pela vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC).


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: