Mochila de Jéssica foi encontrada horas depois do crime, diz família. Polícia nega

Segundo a avó de Jéssica, dona Iraci Santo Leite, a neta era uma menina responsável, alegre e muito boa

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

Procurada pelo Jornal de Brasília nesta quinta-feira (16), a família da estudante de jornalismo Jéssica Leite, 20 anos, disse que a mochila da jovem foi encontrada horas após o crime e que não acredita que a jovem tenha envolvimento com tráfico de drogas. Segundo a avó de Jéssica, dona Iraci Santo Leite, a neta era uma menina responsável, alegre e bondosa. “Nós sabemos que a Jéssica não mexia com essas coisas. Com essa informação, chegamos até a revirar o carro dela, mas não encontramos nada”, afirmou.

O delegado responsável pelo caso, Flávio Messina, negou a versão da família de que a mochila havia sido encontrada horas depois e garantiu que ele próprio pegou a bolsa na hora e a levou apreendida para a delegacia. No dia do crime, segundo Messina, foi feita uma varredura na casa de Jéssica em busca de drogas, mas nada foi encontrado.

Mônica Leite, mãe da vítima, prestou depoimento durante a tarde na 17ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Norte, onde ficou por cerca de uma hora. Acompanhada pelo irmão, ela deixou o local levando a mochila da filha.

Durante coletiva realizada na manhã dessa quarta-feira (15), o delegado Flávio Messina, da 17ª DP (Taguatinga Norte), disse que a polícia encontrou porções de maconha, micro-selos de LSD e uma balança de precisão na mochila da vítima. Apesar desse detalhe, a polícia ainda não sabe apontar se o material encontrado pertencia, de fato, à jovem, ou, se ela, porventura, era usuária de drogas e, consequentemente, acumulou alguma dívida.

Horas depois da coletiva, a polícia interrogou um casal suspeito de participação no crime. A dupla foi abordada em um quiosque onde mora, entre a QNL e a M Norte, em Taguatinga. No local, policiais apreenderam uma faca, que passará por perícia para apontar se foi usada no assassinato de Jéssica Leite. O casal negou a autoria do crime e foi liberado no fim da noite. As características dos interrogados são semelhantes às descritas por testemunhas. Uma delas, no entanto, não os reconheceu.

http://www.jornaldebrasilia.com.br/cidades/mochila-de-jessica-foi-encontrada-horas-depois-do-crime-diz-familia/

 

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: