Menino que não conseguiu coração por falta de transporte morre em Brasília

BBolZkyUm menino de 12 anos morreu em Brasília após não conseguir fazer um transplante de coração por falta de uma aeronave para transportar o órgão. No primeiro dia do ano, a Central Nacional de Transplantes localizou um coração compatível em Minas Gerais, mas a Força Aérea Brasileira (FAB) alegou que não tinha avião disponível para fazer o voo até o Distrito Federal.

Devido à gravidade de seu estado de saúde, G.L.A estava na lista nacional de espera por um transplante em caráter prioritário. O coração do doador estava em Itajubá, a 40 minutos de carro de Pouso Alegre, cidade mais próxima com pista de pouso para aviões. A FAB informou que não pôde atender ao pedido “por questões operacionais”.

O garoto estava internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal e a família não autorizou a divulgação de informações sobre seu prontuário médico.

Pouco tempo dificultou transplante, disse o ministério

A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde destacou a dificuldade logística para realização do procedimento, considerando que, do momento da retirada do coração do peito do doador até o seu implante no receptor, não pode ultrapassar quatro horas, sob risco de insucesso do transplante. “Esse exíguo tempo (chamado tecnicamente de tempo de isquemia fria) dificulta a realização da retirada e do transplante em casos em que o potencial doador se encontra no interior do País, como o ocorrido no dia 1º de janeiro”.

Em nota, o Ministério da Saúde ressaltou a colaboração da FAB e a parceria com empresas de aviação civil no transporte gratuito de órgãos para transplante. Já a FAB lembrou que tem acordo de cooperação técnica com o Ministério da Saúde desde 2013 para priorizar o transporte de órgãos e tecidos, colaborando assim para ampliar o número de transplantes no país.

“Além dessas atribuições, a FAB realiza o transporte de órgãos em aproveitamento de missões militares, de acordo com a disponibilidade e considerando aspectos operacionais. No dia 1º de janeiro, a FAB não pôde atender ao pedido por questões operacionais”, disse o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica.

http://www.msn.com/pt-br/noticias/videos/morre-garoto-que-deixou-de-receber-um-cora%C3%A7%C3%A3o-por-falta-de-transporte/vi-BBolFhO?ocid=mailsignoutmd

About Germano Guedes

Olá Pessoal, Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”. Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas. Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade. Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural. Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire. Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações. No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade. Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.
%d blogueiros gostam disto: