Médico é preso no PR sob suspeita de não cumprir carga horária

O jovem agredido (Reprodução/Facebook/Lucio.steinrodrigues)

 

   A Polícia Civil do Paraná prendeu na manhã desta terça-feira (5) o médico ginecologista Jetson Luiz Franceschi. Ele foi autuado em flagrante por falsidade ideológica e ficará à disposição da Justiça na carceragem da 15ª SDP (Subdivisão Policial), em Cascavel (a 498 km de Curitiba).

Uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) criada pela Câmara Municipal para investigar irregularidades na área da saúde constatou que o ginecologista trabalhava, em média, 50 minutos por dia, quando deveria cumprir uma carga de três horas diárias, das 7h às 10h.

Os integrantes da CPI pediram auxílio à Polícia Civil. Durante três dias, os policiais filmaram a chegada e a saída de Franceschi no posto de saúde onde ele deveria trabalhar.

O médico batia o cartão de ponto na UBS (Unidade Básica de Saúde) e passava o dia em sua clínica, voltando ao posto perto do fim do expediente.

As imagens gravadas pela polícia mostram que, na segunda-feira (4), o médico chegou à UBS às 7h11 e saiu dois minutos depois. Às 7h48, entrou em sua clínica particular e só retornou ao posto de saúde perto das 10h.

Na manhã de hoje, ele repetiu a rotina, mas foi detido ao retornar à UBS. “Quando ele registra o ponto e sai do trabalho ele está cometendo falsidade ideológica porque está inserindo num documento público que ele está trabalhando”, diz o delegado Julio Reis.

Sandro Fadanelli, advogado do ginecologista, disse que só iria se pronunciar após tomar conhecimento do depoimento do médico.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: