Marcha da Maconha reúne mais de cinco mil pessoas em Brasília


Marcha da Maconha reúne mais de cinco mil pessoas em Brasília

Manifestantes pedem a legalização do uso da droga visando a violência gerada pelo tráfico.

A Marcha da Maconha reuniu nessa sexta-feira (23) mais de cinco mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. A principal reivindicação do movimento é a legalização do comércio da planta. Segundo uma das organizadoras, Constança Brahona, 26 anos, apenas com a liberação da droga será possível reduzir o tráfico e, assim, a violência gerada pelo crime.

Brahona enfatiza ainda a cura de doenças por meio da utilização de derivados da cannabis sativa em medicamentos. “A maconha não agride o solo e tira a radioatividade. Só não temos ainda um sistema sustentável porque a maconha não é utilizada. Poderiam ser feitos biocombustíveis, por exemplo”, ela completa. A organização do movimento acredita que o Brasil está a caminho de uma criação de politicas que liberem a utilização do uso da erva, tendo em vista que sua legalização já é estabelecida em outros países.

Ao som de um DJ e em clima de festa, os manifestantes se concentraram na frente do Congresso Nacional e se agruparam para formar a imagem alusiva a planta. A dona de casa Fernanda Azedo, 29 anos, diz que sempre vai às Marchas por se preocupar com o tráfico da droga. “O Estado precisa tomar conta disso”, afirma.

O policial Fábio William lembra do uso abusivo da droga durante a manifestação que, segundo ele, foi pacífica. “ As pessoas que estão aqui sabem que não pode e estão usando”. Para ele, a liberação da
maconha vai alimentar o tráfico e assim gerar violência.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: