Malote é roubado em lotérica do Núcleo Bandeirante


Malote é roubado em lotérica do Núcleo Bandeirante

Polícia Civil analisa imagens de segurança e faz perícia no local. Os suspeitos estão foragidos

Um malote foi roubado na manhã desta sexta-feira (25) de lotérica no Núcleo Bandeirante. Ainda não há informações sobre o foragido. A perícia da Polícia Civil está no local. Ninguém ficou ferido na ação, que aconteceu por volta das 7h30.

Ao chegar na lotérica, uma funcionária de 27 anos que preferiu não ser identificada foi abordada por um homem, que apontou uma arma para suas costas. Dentro do local, com a arma na cabeça, ela foi obrigada a entregar todo o dinheiro disponível.

Oficialmente, lotéricas não ficam com dinheiro no seu interior durante a noite. Todos os dias, no horário noturno, a renda é entregue para carros-forte. Em vez de ser um alívio, para a funcionária, a rotina foi motivo de preocupação. Ela afirma ter se lembrado do caso ocorrido no início do mês em Luziânia. Na ocasião, a falta de dinheiro levou os bandidos à assassinarem um funcionário. No momento do crime, o circuito de segurança não estava funcionando.

Após a ação, assustada, a funcionária buscou ajuda em uma banca de revistas próxima. “Ela entrou aqui chorando e pediu que eu chamasse a Polícia. Fiquei assustada, afinal trabalho aqui do lado”, contou a empregada da banca, que também não quis ser identificada.

A gerente da agência lotérica afirmou que suspeita que a ação foi realizada por um grupo que já cometeu crimes na região outras vezes. O caso foi registrado na 11ª Delegacia de Polícia, no Núcleo Bandeirante. A Polícia ainda não tem suspeitos.

Casos Recentes

Nesta quinta-feira (24), duas ocorrências foram registradas durante o dia. De manhã, assaltantes levaram R$ 50 mil de uma agência do Banco de Brasília (BRB), localizada no Shopping Popular do Cruzeiro. Imagens das câmeras de segurança mostram que os bandidos estavam mascarados e tomaram a arma do vigilante assim que anunciaram o assalto.

À tarde, três homens armados assaltaram um restaurante na 406 Sul. As câmeras de vigilância não estavam funcionando no momento da ação, mas, segundo a perícia, os criminosos teriam levado cerca de R$ 400 mil, que seriam utilizados para pagamento de funcionários.

Até o momento, ninguém foi preso. A Polícia Civil segue com as investigações.

* Com informações de Eric Zambon


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: