Maior nota de matemática da história do exame é de estudante do Piauí

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou ontem, os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. Uma das surpresas desta edição foi o desempenho dos candidatos em matemática. A nota máxima chegou a 1.008,3 pontos, e a façanha inédita foi realizada pelo estudante do Piauí Vitor Melo, de 18 anos. A maior já registrada na história do exame.

1_1919373_1087953671239426_1438871527250712023_n-198855

No Enem passado, a nota máxima ficou em 973,6. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a tendência de aumento no desempenho na prova comprova a melhor qualificação dos participantes nesta área. O desempenho mínimo foi de 280,2.

Recordista
Maior nota de matemática da história do exame é de estudante do PiauíO estudante Vitor Melo, de 18 anos, se apresentou como o dono da maior nota já registrada no Enem – 1.008,3 pontos. Vítor acertou 45 questões e superou a marca anterior, de 973,6, obtida na edição de 2014.

O estudante pretende usar a pontuação para conseguir uma vaga no curso de Medicina da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A comemoração, segundo ele, vai ficar somente para depois da confirmação da vaga. “Eu fechei a prova, consegui acertar 100% da prova de Matemática. Eu não tenho confirmado se a minha nota geral foi a maior do Brasil, mas não acredito que outro estudante tenha obtido uma nota maior”, afirmou Vitor.

Por meio das redes sociais, o instituto de onde Vitor é aluno o parabenizou pelo feito. “Vitor Melo Rebelo, do IDB, é a maior nota de Matemática do Enem. Ele fechou a prova. A nota máxima do nosso brilhante entra para a história do Enem e foi mais uma conquista de Vitor, que já foi aprovado em 12 vestibulares. Parabéns Vitor, orgulho e inspiração!”

Como é calculada a nota do Enem
Diferente das provas de vestibular tradicionais, que contabilizam apenas o número de erros e acertos, atribuindo um valor fixo às questões, o Enem usa uma metodologia especial, a chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI). Neste modelo estatístico, o valor de cada uma das questões varia de acordo com o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, os itens que os estudantes acertarem mais serão considerados fáceis e, por essa razão, valerão menos pontos na composição da nota final. Já os itens com menor número de acertos por parte dos estudantes serão considerados difíceis e, por essa lógica, valerão mais pontos.

About Willams Rocha

%d blogueiros gostam disto: