Lindbergh vai processar Ronaldo Caiado após bate-boca no plenário.

Jornal do Brasilcaiado-lindbergh-farias

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que vai processar o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), além de representar contra ele no Conselho de Ética do Senado, após as ofensas na manhã desta quinta-feira (25), durante a sessão de julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

“O senador Caiado não tem moral alguma para falar. Vou processar. Quem sabe da vida do Caiado é o senador Demóstenes Torres”, afirmou Lindbergh ao deixar o plenário para o intervalo de almoço.

O bate-boca começou quando a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) afirmou que o Senado não tinha moral para julgar Dilma. “Aqui não tem ninguém com condições para julgar ninguém. Qual a moral do Senado para julgar uma presidente da República?”, disse Gleisi. A declaração foi interrompida pela manifestação indignada de outros senadores longe do microfone, entre eles, Ronaldo Caiado (DEM-GO), a quem Gleisi respondeu acusando: “o senhor é do trabalho escravo”, disse ao microfone.

>> Impeachment no Senado: Lewandowski suspende sessão após bate-boca
“Eu não sou ladrão de aposentadoria”, disse Caiado, citando indiretamente as acusações que pesam contra o ex-ministro Paulo Bernardo, marido de Gleisi, sobre fraude em empréstimos consignados. Lindbergh interveio. “Demóstenes é que sabe da sua vida”, disse Lindbergh ao senador do DEM, referindo-se ao senador cassado Demóstenes Torres, aliado de Caiado. “Tem que fazer antidoping. Fica aqui cheirando não”, rebateu Caiado a Lindbergh.

Lindbergh e Caiado começaram então a gritar com dedos em riste. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comanda o julgamento, suspendeu a sessão.

Veja o Video https://youtu.be/K7P7RbBxaxohttps://youtu.be/K7P7RbBxaxo

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: