Liliane Roriz foi barrada na portaria do Iphan

“NEM NO NATAL “ELES” NÃO DÃO SOSSEGO PRA BRASÍLIA/DF”

Principal opositora na Câmara Legislativa ao Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB) nos moldes como proposto pelo governo, a distrital Liliane Roriz(PRTB) foi impedida de participar de reunião na tarde desta sexta (20) para tratar do assunto.

A distrital foi barrada na portaria da sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan. No local, estavam o secretário de Habitação, Geraldo Magela (PT), o presidente da Câmara Legislativa, Wasny de Roure, a líder do governo, Arlete Sampaio, e o relator do PPCUB na Comissão de Assuntos Fundiários, Cláudio Abrantes. Todos pertencem ao PT. Da reunião também participava Jurema Machado, que preside o Iphan.

Liliane soube da reunião e correu para integrar o grupo. É verdade que não foi convidada. E ao identificar-se na portaria foi comunicada de que não poderia subir. A atendente disse que o encontro era reservado a parlamentares. Liliane apresentou suas credenciais. Não adiantou. Arlete Sampaio foi ao encontro dela e avisou que Liliane ficaria não poderia se juntar à turma.

A distrital de oposição ficou indignada. “É muito estranho uma reunião dessa importância proibir a participação de uma integrante da oposição. Isso só reforça a tese de que o Iphan está comprometido com a aprovação desse texto viciado”, ataca Liliane. Há três meses, a parlamentar diz que tem pedido reuniões com a presidente do órgão e nunca foi atendida.

Por: Lilian Tahan – Grande Angular – Revista Veja Brasília.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: