Lei do Silêncio interdita distribuidora de bebidas Piauí, na Asa Sul

Lei do Silêncio interdita distribuidora de bebidas Piauí, na Asa Sul Além de estar proibido abrir o estabelecimento, o responsável do local foi multado em R$ 20 mil

Distribuidora Piauí: local já já havia recebido duas visitas da Seops e do Ibram

A distribuidora de bebidas Piauí, que fica na CLS 403 da Asa Sul, foi interditada na manhã desta quarta-feira (26/3) por exceder os limites de barulho previstos na Lei do Silêncio. Moradores da região denunciaram que o som vindo do local estava muito alto na noite do último sábado (22/3).

A fiscalização foi realizada em conjunto entre a Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram). Por volta das 0h40 de sábado, aparelho que mede a intensidade do som ambiente registrou picos de 70 decibéis. A Lei do Silêncio prevê que o barulho não poderia ter ultrapassado 45 decibéis.

“Para se ter uma ideia, isso é mais barulhento que uma avenida movimentada. Um total desrespeito com as pessoas os moradores da região, que tem o seu sossego quebrado até no meio da madrugada”, diz o subsecretário de Operações da Seops, Carlos Alencar.

Além ficar proibido de abrir o estabelecimento, o responsável do local foi multado em R$ 20 mil. A distribuidora já havia recebido duas visitas da Seops e do Ibram nos últimos anos. Em junho de 2012, o estabelecimento foi advertido e informado que teria um prazo de 30 dias para investir em um isolamento acústico. Em novembro do mesmo ano, a fiscalização retornou ao local e constatou que a determinação não tinha sido cumprida. Na ocasião, o equipamento de som foi lacrado e o responsável acabou multado em R$ 4 mil.

De acordo com a Seops, se o responsável pela distribuidora romper o lacre da fiscalização e abrir o estabelecimento sem autorização, ele poderá ser multado em R$ 90 mil.

Advertência

A distribuidora Paixão, da 216 Norte, também foi advertida nesta quarta-feira por som além do permitido. Foi constatado no sábado (22/3), por volta das 18h50, que o equipamento sonoro alcançava cerca de 64 dB. Esse índice não poderia passar da marca dos 50 dB naquele horário.

O local terá 30 dias para instalar o isolamento acústico. Caso contrário, serão aplicadas as sanções que variam entre multa e a interdição total.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: