Jornalista publica nota de repúdio contra ameaças e ataques virtuais na eleição de Águas Lindas

Por Fred LimaLéa-Cruvinel-1

O assassinato do jornalista João Miranda do Carmo, 43, em Santo Antônio do Descoberto, no entorno do DF, mostra como a categoria de profissionais da comunicação atuam em campo minado, correndo muitas vezes risco de vida, sem incentivo e proteção.

Ontem (8), a jornalista Léa Cruvinel, proprietária do Sistema Acontece Hoje Brasil de Comunicação, da cidade de Águas Lindas de Goiás, município do entorno do DF, divulgou nota de repúdio contra as ameaças e ataques que vem sofrendo nas redes sociais e por meio do aplicativo WhatsApp.

Léa é sócia da Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política (ABBP), e conta com o apoio da entidade, que repudia qualquer ato de violência contra a liberdade de imprensa, independentemente de onde venha. Além disso, como diretor-presidente da ABBP, afirmo que a Associação rejeita todas as formas de mordaça ou intimidação, e os meios ilegais utilizados pelo submundo da política, como hackeamento de perfis sociais e uso de fakes, repito – que isso fique bem claro –, de todos os lados partidários da política aguaslindense.  Segue a nota:

 

NOTA DE REPÚDIO

Moro na cidade de Águas Lindas de Goiás desde 2003. Sou empresária, Diretora-Geral do “Sistema Acontece Hoje Brasil de Comunicação”, empresa constituída em Águas Lindas no ano de 2010, com sede própria. Ao longo desses anos, fui secretária de Comunicação em uma gestão, e nas outras duas, assessora especial. Meu objetivo desde então foi ajudar a desenvolver o crescimento da cidade. Hoje ela se encontra na terceira posição como cidade do Estado de Goiás que mais se desenvolve.

A política em Águas Lindas sempre foi muito turbulenta, porém é controlada através da Comarca da cidade e por meio do apoio das polícias Militar e Civil. Nem bem começamos os trabalhos para as eleições 2016, e já sofremos ataques nas redes sociais (Facebook, WhatsApp, Instagram). Trata-se de perseguições e ameaças vindas de um grupo que diz ser “IMPRENSA”, mas que vem tentando denegrir a minha imagem através de áudios (conversas informais entre amigos) ou matérias feitas há quase quatro anos, onde cobrava e continuo exigindo melhorias para o município, sendo usadas como ataques políticos, tudo para tentar desmoralizar e ridicularizar os profissionais que desempenham os seus papeis na sociedade aguaslindense.

Sou profissional na área de jornalismo desde 1999, tanto na imprensa escrita, falada e televisionada. Tentar impedir o acesso à informação, direito fundamental previsto na Constituição Brasileira, é violar a liberdade de expressão, instrumento indispensável para a democracia, e me coloco contra qualquer tipo coerção, ameaça e intimidação.

É lamentável receber esses tipos de ameaças. Essas agressões revelam nitidamente comportamentos autoritários de pessoas que não conseguem conviver com o Estado Democrático de Direito e, principalmente, com a comunicação pública.

Eu, Léa Cruvinel, repudio, com veemência, todo tipo de agressão a qualquer cidadão, em especial ao profissional da imprensa no exercício de sua atividade, e peço as autoridades locais a identificação e punição aos responsáveis.

Léa Cruvinel

Da Redação

http://www.blogdofredlima.com.br/2016/08/09/jornalista-publica-nota-de-repudio-contra-ameacas-e-ataques-virtuais-na-eleicao-de-aguas-lindas/

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: