Jantar indigesto.

O vice-presidente Michel Temer acompanhado dos presidentes Renan Calheiros e Henrique Alves irão ao Palácio da Alvorada no sábado se encontrar com a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Até aí não há novidade. O que Dilma e Lula temem e vai acontecer é que o menu desse jantar é a exigência do PMDB para que o PT diminua a sua fúria com o partido.

Os peemedebistas querem gestos imediatos, sob pena do rompimento da aliança. Não aceitam mais ser enrolados. Responsabilizam o presidente nacional do PT, Rui Falcão, que também deve estar na mesa, de trabalhar para derrotar o PMDB nos estados e turbinando as bancadas do PT na Câmara e Senado, de olho nos cargos de Renan e Henrique Alves tem no governo federal.

Sobremesa amarga

Antes mesmo da sobremesa, os peemedebistas vão expor aos petistas que o partido quer que o PT apoie qualquer candidato lançado pelo presidente Renan Calheiros em Alagoas. Hoje, os petistas aceitam apoiar Renan, para que ele deixe a presidência do Senado. Renan quer lançar seu filho, Renanzinho, nome vetado pelo PT.

Outra imposição do PMDB: Henrique Alves quer ser reeleito presidente da Câmara e o Partido dos Trabalhadores não aceita. Quer o cargo dele para um deputado petista em 2015. E o PMDB quer que o PT apoie o partido no Ceará na corrida ao Governo do Estado. Mais um problema de difícil solução, pois o PT quer ficar ao lado do governador Cid Gomes, do PROS.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: