Israel envia conselheiro aos EUA para tratar de acordo com o Irã


O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou hoje (25) o envio do conselheiro de Segurança, Yossi Cohen, aos Estados Unidos para debater o futuro acordo final sobre o programa nuclear do Irã. Ontem (24), representantes dos Estados Unidos, da Rússia, da China, do Reino Unido, da França e da Alemanha finalizaram em Genebra, na Suíça, as negociações sobre o tema com o Irã.

“Falei ontem [domingo] com o presidente [norte-americano Barack] Obama e concordamos que, nos próximos dias, uma delegação liderada pelo conselheiro de segurança Yossi Cohen irá aos Estados Unidos debater o acordo final com o Irã”, disse o premiê, em pronunciamento ao Congresso do país.

Segundo o acordo preliminar, o Irã comprometeu-se a não enriquecer urânio acima de 5% durante seis meses em troca do alívio de sanções. O país também se comprometeu a desmantelar os conectores que permitem o enriquecimento acima de 5%, depois de negociações com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU).

Netanyahu considerou o acordo um “erro histórico”, depois de, durante meses, ter sublinhado a necessidade de manter as sanções em vigor. “Teria ficado feliz se pudesse juntar-me às vozes que, em todo o mundo, saudaram o acordo de Genebra. É verdade que a pressão internacional deu alguns resultados, mas ainda assim é um mau acordo”, disse.

Fonte: Agência Brasil

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: