Israel: 10 mil anos debaixo da terra A Judeia bíblica e uma importante transição da humanidade

Uma extensa escavação arqueológica em curso em Israel tem revelado cerca de 10 mil anos da história da Terra Santa, período que compreende tempos bíblicos. Os achados dizem respeito não só ao passado israelense, mas ao desenvolvimento da sociedade humana. Restos de uma colônia remontam do 8º ao 4º milênio antes de Cristo (a.C.).

Alguns objetos e imóveis encontrados em Sefelá dizem respeito a antigas civilizações de Judá. O sítio arqueológico foi achado por acaso, quando começou uma obra de alargamento de uma importante rodovia local. A obra na estrada naquele trecho foi suspensa e os arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês) entraram em ação.

Foram encontrados indícios da época em que o homem começou a plantar seus próprios alimentos e a domesticar animais – ao invés de somente caçá-los – até a era em que o planejamento urbano começou.

Ferramentas de pedra foram encontradas com potes de cerâmica (como o da foto acima, da Idade do Bronze – cerca de 5 mil anos atrás), casas de 6 mil anos, além de artefatos de mais de 10 mil anos. Segundo os especialistas da IAA, é a primeira vez que estruturas tão antigas são encontradas na área da Judeia.

Parte do grande sítio arqueológico foi liberada à visitação pública desde novembro.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: