Integrantes do MTST voltam a invadir a área do Novo Pinheirinho

 
Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) ameaçam voltar a ocupar o terreno em Ceilândia, batizado de Novo Pinheirinho, caso o governo não defina um local para que construam suas moradias. Na tarde deste domingo (26), cerca de 600 pessoas invadiram a área na QNR 1 pertence à Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) e tem tamanho equivalente a 35 lotes de terrenos urbanos.
O problema, segundo os coordenadores do movimento, é que na quinta-feira vencem os três meses de auxílio aluguel pagos pelo governo. Sem o dinheiro, eles alegam não ter para onde ir, uma vez que não foi definida até agora uma área para instalá-los e nem foram incluídos nos programas habitacionais do GDF. 
O terreno foi ocupado pelo MTST em abril deste ano. Cerca de 1,4 mil famílias se instalaram no local e só saíram no final de maio após o governo assinar um Termo de Compromisso com o governo, que previa a inclusão das famílias nos cadastros no programa habitacional do GDF (Morar Bem). O prazo para inscrição seria reaberto para o MTST bem como para toda a população do DF.
Reunião
O MTST, no entanto, argumenta que ate agora nada foi feito. Por isso, hoje eles se reuniram na área antes ocupada para discutir os próximos passos do movimento. Decididos a voltar caso nada mude, eles até já demarcaram o terreno para a instalação dos barracos. Ontem, porém, eles não dormiram no local. Mas se nada for definido eles voltam a se instalar no local a partir do próximo domingo. 
Procurado, o GDF afirmou, por meio de sua assessoria, que o governo irá se reunir com o grupo esta semana e definir o que fazer.



Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: