Ibope: 38% da população considera atuação do governador Cid Gomes ótima ou boa

Uma pesquisa feita pelo CNI/Ibope, divulgada nesta sexta-feira (13), mostrou a popularidade do governadores estaduais em novembro deste ano. No Ceará, a pesquisa indicou que 38% da população considerava a atuação do governador Cid Gomes ótima ou boa. Outros 34% consideram a atuação regular, 20% ruim ou péssima, e outros 8% não responderam.


A avaliação do governo e do governador ficou na 10ª posição no ranking nacional Foto: Arquivo/Diário do Nordeste

Em novembro, 52% da população aprovava a maneira como o Cid Gomes vinha administrando o seu Estado, enquanto 37% desaprovava a gestão e outros 10% apontaram que não sabiam ou que não iriam responder . A avaliação do governo e do governador ficou na 10ª posição no ranking nacional.

No que diz respeito às áreas de avaliação, a pesquisa considerou “Estradas” o melhor item do Governo Cid Gomes, tendo recebido esta indicação de 24% dos entrevistados. Já o pior item apontado pela pesquisa foi Saúde, tendo recebido 61% dos votos como pior setor. A Segurança Pública foi a segunda pior colocada, com 55% dos entrevistados apontando esta como uma das piores áreas do Governo do Estado.

Avaliação positiva do governo Dilma sobe de 37% a 43%


A confiança da população no governador do Estado atingiu 48%. No quesito de melhor desempenho a avaliação na educação, o Ceará atingiu a 4ª colocação com 21%. O Estado ficou atrás do Pernambuco com 29%, Amazonas com 25%, Minas Gerais com 24%.

Melhor desempenho

A avaliação do governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), supera a do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), possível candidato à Presidência no próximo ano, que costuma figurar no topo da avaliação das gestões estaduais. O percentual dos que avaliam como ótimo ou bom o governo de Aziz é de 74%. No caso de Campos, é de 58% (o mesmo valor da pesquisa anterior, de julho).

Já a pior avaliação foi a do governo de Rosalba Ciarlini (DEM), do Rio Grande do Norte, com 7% de aprovação. Esta semana, a governadora foi afastada no cargo e restituída nesta sexta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir de uma liminar. O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), é o segundo pior avaliado, com apenas 9% de avaliação ótima ou boa.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), mesmo com o recente noticiário negativo sobre o cartel de trens no Estado, a avaliação positiva aumentou em relação a julho: de 26% para 31%. Ele está em 14º no ranking dos 27 governadores.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), é o quarto pior avaliado, acumulando ainda o desgaste da onda de protestos, mas conseguiu recuperar parte da popularidade. Sua avaliação positiva subiu de 12% em julho para 18% em novembro.

A pesquisa foi feita entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A amostra, de abrangência nacional, é composta por 2.002 eleitores, de 16 anos ou mais, distribuída em 141 municípios. Com informações da Folhapress.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: