Homem surta por falta de atendimento médico em Sorocaba


Fonte: g1.globo.com.

‘Médico disse que era frescura’, conta rapaz que gravou a cena.
Em nota, Secretaria da Saúde informou que está averiguando o caso.

Uma discussão entre médico e paciente terminou em confusão e revolta na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da Zona Norte de Sorocaba (SP), na noite de quarta-feira (9). De acordo com um paciente que viu e filmou a situação (veja o vídeo), o homem que perdeu o controle teria ido até a unidade para pedir ajuda. “Nunca vi tanta gente despreparada”, desabafa o garçom Fernando dos Santos, se referindo aos médicos e enfermeiros.

Fernando conta que estava acompanhando a mulher que precisava de atendimento médico e viu toda a cena. “O homem chegou calmo e empurrado pelo irmão em uma cadeira de rodas, entrou na sala do médico e disse que precisava de um calmante”, lembra. Segundo Fernando, o homem contou que tinha acabado de perder uma filha de um ano e cinco meses afogada em uma piscina e estava muito nervoso e passando mal. “O médico assistia TV na sala e mandou que os dois saíssem porque aquilo era frescura e ele não iria atender ninguém sem ficha”, completa.

A testemunha relatou ainda que os dois homens tentaram argumentar, mas foram expulsos da sala. “Foi aí que o homem explodiu e começou a gritar. O médico tentou sair e o irmão tentou segurá-lo, mas ele já tinha explodido.” Na sala de espera, segundo o garçom Fernando, ele perdeu a consciência e caiu duas vezes. “Quem tentava ajudar era o irmão e outras pessoas que esperavam atendimento”. Quando o homem estava controlado, surgiu uma maca e ele foi posto em cima. “Depois levaram ele para dentro e não sei mais o que aconteceu”, afirma.

“Foi revoltante o que eu vi. Nenhum ser humano vai a um hospital por diversão. Esse homem tinha acabado de perder a filha e estava com os nervos abalados, não poderia ter sido tratado com descaso pelo médico. Não se diz a um homem que acabou de perder a filha que ele está com frescura. Foi revoltante”, ressalta.

Outro lado

Em nota, a Secretaria de Saúde (SES) confirmou que o paciente foi atendido pela Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da Zona Norte na noite de quarta-feira. “Ele passou pela triagem e foi prescrita, por um médico, a medicação necessária para seu caso. Foi verificada sua pressão arterial, taxa de glicemia e frequência cardíaca; parâmetros que estavam normais. Tudo que estava ao alcance da equipe da unidade foi realizado. A SES acredita que pode ser um mal entendido e está averiguando o caso, inclusive ouvindo funcionários da unidade para apurar o ocorrido”, conclui a nota.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: