Hélio José: um esquerdopata descontextualizador

Por Fred LimaHélio-José

Na entrevista concedida ao blog Radar Condomínios – que tem formato de entrevista, de acordo com o áudio, mas que o entrevistado jura que pensava ser apenas uma conversa de bar –, na última terça-feira, o senador Hélio José, peemedebista da bandeira vermelha, além de utilizar argumentos chulos (semelhantes aos da ex-primeira dama, Marisa Letícia, flagrada em grampo pela Polícia Federal, chamando os manifestantes de “coxinhas”), repete a mesma lorota dos petistas desinformados, que não entendem um “i” sequer de economia mundial. Segundo o parlamentar, “é só pegar os oito anos que o governo Lula fez para o país e compara com qualquer outro governo que passou por este país e vê quem tem mais realizações (sic)”.

Hélio José é um descontextualizador de períodos distintos da macroeconomia, fruto da esquerdopatia que herdou da CUT e do próprio PT. Analisa conjunturas econômicas e sociais olhando apenas para os números, pouco se importando com o cenário internacional que cada presidente pegou. Para ele, Lula é o melhor presidente da história do Brasil.

Vamos para as comparações futebolísticas, coisa que o ídolo do senador gosta de fazer. É tipo assim: se um time joga com o clima bom, sem calor, na sombra do estádio, com o gramado em perfeita condição, enquanto outro time joga debaixo de forte chuva, com a grama muito ruim e o juiz favorecendo a equipe adversária, na visão de Hélio o primeiro time, que fez 5 gols, é melhor que o segundo, que fez apenas 1. Esqueceu de avaliar as condições que cada um enfrentou. E é aí que o “senador do povo” erra feio, como todos os petistas.

Lula pegou a maior bonança externa da história mundial, que durou de 2003 a 2008. Além disso, não precisou estabilizar a economia, pois o Real já estava consolidado no sistema econômico brasileiro, algo que o próprio Antônio Palocci, ex-ministro da Fazenda, reconheceu em seu livro “Sobre Cigarras e Formigas”. Não é necessário ir muito longe. A presidente Dilma, em 2011, chamou FHC de “o presidente que contribuiu decisivamente para a consolidação da estabilidade econômica”.

Não estou defendendo FHC e criticando Lula. Só fazendo justiça a uma mentira que o PT prega há mais de 13 anos. Se Lula conseguiu alcançar números maiores, foi por conta da situação em que pegou o país, com a moeda forte, com a Lei de Responsabilidade Fiscal e o impacto positivo da economia global.  O gráfico abaixo mostra isso:

Gráfico do crescimento econômico

Para o senador Hélio José, Lula atingiu números elevados apenas porque teve boa vontade. Para o gráfico oficial, não. O Brasil de Lula só seguiu a maré que favoreceu todos os países emergentes nos anos 2000.

Agora pergunto: por que o Brasil de Dilma, no primeiro mandato, cresceu bem abaixo da média da América Latina? A culpa de não crescer no segundo é da crise política? Conversa de Paulo Henrique Amorim ou Luis Nassif, provavelmente os blogueiros prediletos de Hélio, que não são nem um pouquinho “sensacionalistas”.

O crescimento pífio da era Dilma é resultado de uma política desenvolvimentista, que só dá certo em períodos de bonança, mas não é consistente e duradoura. A fatura dos gastos exorbitantes do governo Lula foi entregue à presidente, que não pode negar o filho bastardo que herdou de seu antecessor, gerado durante a crise norte-americana de 2008. Seu nome é “marolinha”.

Enquanto isso, o parlamentar brasiliense, que está mais para enroladinho do PT ou mortadela – ao gosto do freguês –, compara Dilma com Jesus e diz que o povo “vai chorar lágrimas de sangue” com saudades do governo ineficiente, corrupto e enganador do PT.

The end. Entendeu?

Da Redação

http://www.blogdofredlima.com.br/2016/04/22/helio-jose-um-esquerdopata-descontextualizador/

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: