Governo do Estado amplia atendimento para pacientes adultos na AACD

O Governo do Estado ampliou o número de atendimentos de pacientes adultos da Associação de Assistência à Criança com Deficiência (AACD). Convênio neste sentido foi assinado hoje (24/7), pelo governador Eduardo Campos, que prevê o repasse anual de R$ 1,4 milhão à AACD, para aumento do número de atendimentos de adultos portadores de lesão medular, encefálica e doenças neuromusculares – adquiridas em até dois anos.

O convênio vai possibilitar, também, a instalação de três novas clínicas, sendo uma delas a primeira clínica especializada em reabilitação de lesados medulares de Pernambuco para maiores de 17 anos. “A partir deste convênio poderemos focar também no jovem adulto, a exemplo do que já acontece na AACD de São Paulo”, explicou o governador.

Acompanhando da primeira-dama, Renata Campos, Eduardo percorreu cada espaço da unidade. Passaram pelo centro de reabilitação e a oficina ortopédica, entre outras áreas, numa visita que durou quase duas horas. A AACD de Pernambuco já atende pacientes de todo o Norte e Nordeste do país e realiza cerca de mil atendimentos diários.

Com os novos serviços, há a expectativa de que a capacidade de atendimento para adultos atinja uma média mensal de 350 pacientes e 900 procedimentos, entre consultas e terapias. Hoje, existem 9.649 pacientes ativos em tratamento na unidade e 98% deles vêm do Sistema Único de Saúde (SUS).

Gerente médica da AACD, Vanessa Van der Linden explica que, em tese, o tratamento para maiores de 17 anos é mais rápido.  “Uma criança que entra com dois meses de idade, fica conosco, em média, quatro anos. No adulto, esse processo, geralmente, dura em torno de dois anos, quando já sabemos se a seqüela é definitiva”.  

Para suprir essa nova etapa de assistência a adultos, a AACD contratou dois terapeutas ocupacionais, dois psicólogas, dois neurologistas, um profissional especializado no tratamento de lesão medular e encefálica. Além disso, todos os horários de atendimentos foram esticados em, no mínimo, uma hora, a depender da especialidade. Dúvidas podem ser tiradas pelo telefone 3419-4048.

A instituição é mantida através de doações, vendas de produtos, realização de festas e eventos e também por meio de parceria com o SUS e de emendas parlamentares. Inaugurada em 1999, a AACD só passou a atender amputados em 2003 com a feitura e colocação de próteses, mas ainda sem o tratamento de reabilitação.  “A AACD está em superávit e não é de dinheiro, mas de afeto. Aqui, todos são iguais perante a melhor ciência e tecnologia”, disse emocionado o presidente do Conselho Regional de Pernambuco, Gustavo Krause.

Fonte: ASCOM

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: