GDF entrega só 12% dos cartões de material escolar 6 dias após aulas

Mais de 130 mil alunos em todo o DF serão beneficiados. Foto: Dênio Simões / GDF

Programa atende 130 mil estudantes; houve somente 14.738 entregas.
GDF diz estar reformulando datas para ‘melhor atender aos beneficiários’.
Raquel Morais Do G1 DF

Seis dias após o início das aulas na rede pública de ensino, a Secretaria de Educação do Distrito Federal entregou aos estudantes apenas 14.738 dos cartões para compra de material escolar – 12% do total previsto. Pelo programa, 130 mil alunos deveriam receber R$ 226 para compras em papelarias.

A Secretaria de Educação evita falar em suspensão da entrega e diz que está reformulando as datas para “melhor atender aos beneficiários”, mas não deu previsão de quando as famílias terão o cartão em mãos.

Entre as questões analisadas, segundo a pasta, está o ajuste aos locais de paradas das vans de entrega dos cartões, para evitar filas em locais expostos ao sol.

Os primeiros cartões foram entregues em Ceilândia (10.635) e no Paranoá (4.103) na quarta-feira, mesmo dia em que as aulas começaram. Procurada pelo G1, a pasta não explicou porque, também pela previsão inicial, a distribuição não foi feita com antecedência. O GDF prevê gasto de R$ 29 milhões com o programa. Os estudaantes beneficiados são de famílias inscritas no Bolsa Família.

Segundo o calendário deste ano, os créditos devem ser gastos até 16 de maio. Cada família receberá um envelope com o cartão, senha e carta explicando como usá-lo. Para ativá-lo, o estudante deve ligar entre 8h e 20h na Central de Atendimento Cartão Material Escolar, por meio do telefone 3029-8440 e informar o número do cartão (com 16 dígitos), o CPF (com 11 dígitos), e confirmar o desbloqueio digitando a opção 1. Dúvidas podem ser tiradas pelo 156, opção 2.

Programa
O projeto foi lançado no início de 2013, por uma parceria entre as secretarias de Educação e de Micro e Pequena Empresa e pelo Banco de Brasília. Os cartões são entregues aos pais. Neste ano, 350 papelarias foram cadastradas no programa.

Na época, o GDF disse que a medida resgatava as cidadanias das famílias no ambiente escolar e evitava a discriminação dos estudantes que usavam material e uniforme do kit básico distribuído anteriormente. Já os livros didáticos tradicionais seguem sendo distribuídos nas próprias escolas.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: