GDF desmente que Planalto tenha determinado punições a policiais militares

Foto: Segurança Pública no DF Operação Tartaruga. Até quando?  http://apoliticaeopoder.liks.com.br/2014/01/seguranca-publica-no-df-operacao.html

O clima belicoso entre policiais e bombeiros militares do Distrito Federal e o GDF, parece caminhar para um final inimaginável. De um lado, os militares que cobram as famosas 13 promessas feitas durante a campanha de 2010, do outro, o GDF, que parece não enxergar o caos existente na segurança pública de nossa cidade. No meio do confronto, está a população desprotegida por ambos, governo, militares e a mercê dos criminosos. Nunca na história da segurança pública do DF, o conflito foi tão exposto, explorado e debatido publicamente.


As redes sociais outrora inexistentes, agora fazem com que as notícias, a insatisfação popular e a dos militares, se propaguem sem controle, chegando a quase todos os lugares. Não há como ignorá-las.
Para o governador, em entrevista ontem á noite em uma rede de televisão, está tudo normal, “não existe a Operação Tartaruga, e sim algumas lideranças insatisfeitas, futuros candidatos que querem prejudicar a Polícia Militar e o nosso povo”. (sic).

Mas ontem mesmo, logo após as declarações do governador, foi postada nas redes sociais um texto que aterrorizou até mesmo a nossa equipe do blog. E diante da gravidade do seu conteúdo, e sem querermos acreditar, ouvimos a Casa Militar, o GDF e o deputado distrital Patrício. Personagens citados na mensagem divulgada.

Na postagem, a afirmação era de que, por determinação do Palácio do Planalto, diversas autoridades do governo, teriam que por em prática, e com base no Regulamento Disciplinar do exército (RDE), a punição dos policiais militares que participassem do movimento denominado “Operação Tartaruga.”

O texto provocou revolta entre policiais que a ela tiveram acesso. O mesmo texto foi enviado ao blog, nele há o relato de uma suposta reunião e dela teriam participado o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, o comandante geral da PM Cel. Anderson, o chefe da Casa Militar Cel. Leão, o deputado distrital Patrício e outros oficiais da PMDF. Informa o texto que as supostas ordens teriam sido dadas pela presidenta da República Dilma Rousseff, para que qualquer policial militar que apoiasse ou estivesse no movimento Operação Tartaruga, teria que ser sumariamente punido de forma exemplar, inclusive com EXPULSÃO.

Se pronunciaram a Casa Militar do Distrito Federal, o deputado distrital Patrício e a Secretaria de Comunicação do GDF.

Não há no texto postado na internet a identificação do autor, que foi desmentido pelas autoridades ouvidas pelo blog:

Há na suposta determinação, a ordem para que o CI e a corregedoria da PM monitorem, filmem, gravem, tudo e a todos, e que todos os casos sejam levados à Justiça Militar para que sejam tomadas todas as medidas cabíveis. Nas determinações, uma forte ameaça: ”que não sendo revertida a situação de insatisfação da tropa pela força do RDE, as Forças Armadas estarão prontas e de prontidão com seus oficiais generais, para que se façam valer a lei.”

A Casa Militar do Distrito Federal, através do Cel. Rogério Leão ao blog respondeu que:

“Nunca houve qualquer determinação da área federal ou por parte do GDF nesse sentido. Não houve qualquer reunião entre o GDF e o Governo Federal, muito menos qualquer assunto foi tratado com a Presidenta Dilma, mesmo porque os assuntos tratados anteriormente junto ao Governo Federal via Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão foram acatados inteiramente. O post é mais uma informação inverídica e apócrifa, digna daquelas pessoas que covardemente pouco acrescentam as atividades desenvolvidas através do diálogo e construção. Atitudes como essas, são dignas de apuração pelos órgãos competentes, inclusive PCDF, pois atinge a honra de pessoas que buscam o diálogo.”

E finalizou, “vamos investigar, esse post sim, principalmente por envolver autoridade federais e distritais de forma despropositada e mentirosa. Já pedi para fazer um levantamento em todas as redes, visando buscar o inicio da postagem. ”

Já o secretário de comunicação André Duda, informou ao blog que, “o governador Agnelo Queiroz se sente envergonhado com a forma usada por alguém que sequer põe a cara a público para fazer critica, e tenta usar do anonimato pelas redes sociais, jogando uma corporação honrosa como é a Policia Militar do Distrito Federal contra o governo.”

O deputado Patrício disse que está buscando o entendimento e atendimento dos anseios da Policia e dos Bombeiros Militares do Distrito Federal, e que abomina o jogo baixo que alguns usam na tentativa de jogá-lo contra as duas corporações.

A avaliação do blog é de que, enquanto o GDF não se propuser a sentar à mesa para demonstrar aos policiais e bombeiros militares a sua incapacidade financeira para cumprir todas as 13 promessas feitas na campanha de 2010, os integrantes da Polícia e do Bombeiro Militares terão profissionais desmotivados, e consequentemente uma população assustada, assistindo o aumento da criminalidade, e com bandidos agindo livremente.

Não adianta esconder para debaixo do tapete, o que está visível a olho nú. A “Operação Tartaruga” ou “Operação Legalidade” como é chamada por alguns, é uma realidade. Ela é a única forma que os militares encontraram para cobrarem o que lhes foi prometido em 2010. O radicalismo por parte do Executivo, não será o caminho para resolver essa crise que perdura desde 2012, que lenta e gradativamente, chega a proporções jamais imaginadas.

Com relação ao texto publicado nas redes sociais, só o futuro dirá se tem fundamento o seu conteúdo.


Fonte: Redação – 22/01/2014


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: