Gastança bilionária ‘Romário’

Com a saída da seleção brasileira da Copa do Mundo não demorou para que a classe política entrasse no tema .

O deputado federal e candidato a uma cadeira no Senado Federal pelo PSB do Rio de Janeiro,Romário, foi o primeiro a disparar contra a CBF, os cartolas e contra o governo, que segundo o parlamentar foi omisso com as mazelas praticadas na CBF.

Sobrou até para o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, que segura ate hoje investigações contra a CBF.

Do outro lado do Congresso, no Senado, o senadorAlvaro Dias não digeriu a derrota brasileira e disparou: “o fracasso da seleção brasileira, que perdeu de 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo, reflete a corrupção e a promiscuidade na administração do esporte no país. Segundo Alvaro Dias, “mesmo que o Brasil saísse vitorioso, não seria possível fechar os olhos para o desperdício de dinheiro público na organização da Copa”.

Vale lembrar que com os gastos com a Copa do Mundo o governo brasileiro deverá pagar com dinheiro público a quantia de 4, 5 bilhões de dólares à FIFA como promotora do evento.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: