Garotinho aponta distorções em pesquisa do Ibope para eleições no Rio


Garotinho aponta distorções em pesquisa do Ibope para eleições no Rio
Por Redação – do Rio de Janeiro

Garotinho, futuro candidato ao governo do Estado do Rio, tem novas denúncias contra o governador Sérgio Cabral

O ex-governador e deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) está denunciando o direcionamento da mais recente pesquisa do Ibope que deverá ser divulgada no dia 23 de março, no domingo. Segundo Garotinho, que teve acesso ao questionário do instituto e às normas adotadas na nova amostra, o Ibope realizou entre os dias 7 e de 10 de março a pesquisa, com 1008 entrevistas em todo o Estado do Rio.

No entanto, a pesquisa, contratada pelo Sindicato Nacional dos Condutores da Marinha Mercante e Afins, presidido por Alcir Albernoz, custou R$ 68 mil, pega o desgaste do governo municipal em relação à greve dos garis, mas não aborda as repercussões negativas do governo estadual com o caso da mulher arrastada por uma viatura da PM em Madureira no último domingo. Outra questão ainda não modificada é o nome do deputado e ex-governador Garotinho, que é apresentado aos eleitores como Anthony Garotinho. O parlamentar já teria solicitado para que aparecesse na cédula da pesquisa apenas como Garotinho.

– Carlos Augusto Montenegro não se emenda mesmo, continua – apesar de já ter sido avisado – colocando meu nome nas pesquisas de forma a me prejudicar no resultado. A pesquisa que está sendo realizada é um acinte em todos os aspectos como vocês poderão ver – disse Garotinho.

Segundo Garotinho, “o presidente do IBOPE sabe que todas as vezes que meu nome é colocado em pesquisas como ‘Anthony Garotinho’ e não apenas como sou conhecido ‘Garotinho’ meu resultado fica uns seis a sete pontos abaixo. Isso já foi constatado pelo Instituto Datafolha, que atendendo a um pedido nosso passou a colocar nos formulários apenas ‘Garotinho’, e aí meu nome – da maneira como sou conhecido – passou a liderar todas as pesquisas”.

Outra queixa do ex-governador Garotinho é sobre como ele aparece nas simulações de segundo turno.

– Perceberam, embora eu esteja liderando as pesquisas, nas simulações que o Ibope está fazendo na pesquisa não existe a hipótese da disputa Garotinho x Pezão. É elementar que qualquer pesquisa séria com objetivo de aferir o quadro eleitoral do momento teria que incluir essa hipótese – diz Garotinho.

Segundo ainda o ex-governador Garotinho, o contratante da pesquisa, o Sindicato Nacional dos Condutores da Marinha Mercante, é filiado a uma central sindical recém fundada, a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), cujo presidente Alcir Albernoz, que é filiado ao PMDB.

– Não tenham dúvidas, a pesquisa é uma grande armação para tentar tirar da cova a candidatura de Pezão inflando seus números, e claro, apresentar um resultado igualmente forjado me colocando com um índice abaixo do que eu tenho realmente – conclui Garotinho.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: