Funcionários e usuários da linha Estrutural-Guará estão jogados as cobras.


Francisco Gelielçon

Ontem dia (24), os micro-ônibus não rodaram após as 21h, isso segundo informações do responsável pela garagem no Guará, o micro-ônibus foi assaltado e na ocasião os marginais agrediram o motorista.

Essa situação da falta de ônibus depois da 21h já faz parte do cotidiano das pessoas que depende do transporte público no período noturno, como trabalhadores, estudantes, principalmente universitários entre outros usuários.

Pelo motivo de tantos assaltos que estão sendo frequentes nas linha que circulam pela Cidade Estrutural os motorista estão com medo de trabalhar.

Uma dos grandes problemas é que e disponibilizado somente um ônibus com dois funcionários (motorista/cobrador) para realizar o trajeto Guara/Estrutural, após as 21h.

A empresa responsável pelo transporte não leva em consideração nenhuma situação adversa, como: motorista/cobrador ter problema de saúde, quebra de ônibus, superlotação, sendo esse uma das grandes reclamações, entre outros acontecimentos capazes de travar a prestação de serviço, como no caso do assalto de ontem, onde o motorista se recusou a realizar as últimas duas viagens da noite por falta de segurança.

É importante salientar que a última condução nesse trajeto sai do terminal as 22hs 40min, anterior à esse tem um as 21hs e 40min e um pouco mais cedo as 20h e 30min, seguindo assim 3 viagem no período noturno.

Caso um desses horários não se cumpra o usuário fica em média 2h esperando a próxima condução.

Os agravantes são as alternativas para voltar para casa.

São elas:
1)- Ligar para alguém ir buscar na parada,
2)- Embarcar em uma condução até a rodoviária e depois outra para a Estrutural,
3)- Ir andando.

Foi o que aconteceu ontem com estudantes do período noturno que tiveram que vir a pé até a Cidade Estrutural, já que por falta de segurança os micro-ônibus pararam, e graças ao bom Deus que não aconteceu nada.

Motoristas e cobradores prometeram uma manifestação em frente a administração da estrutural nessa semana solicitando mais segurança. Caso contrário, vão suspender as atividade após a 19h.

E no fim das contas quem fica prejudicado são os usuários, as passagens já não são baratas, um péssimo transporte público e ainda correndo o risco a qualquer momento de não chegar em casa vivo ou ileso.

Como foi o caso do funcionário da empresa que foi agredido.

“Relatos de pessoas que usam a linha (Estrutural – Guará) todos os dias”
Por: Francisco Gelielçon
Estrutural On Line

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: