FPF suspende dois torcedores do Corinthians dos estádios por 90 dias

     Dois torcedores que participaram da briga registrada no último domingo, em Brasília, na partida entre Vasco e Corinthians, foram identificados em reportagens de televisão. Leandro Silva de Oliveira – um dos corintianos que ficaram detidos em Oruro, sob acusação de participação na morte do garoto boliviano Kevin Beltrán – e Raimundo César Faustino, vereador de Francisco Morato, foram proibidos pela Federação Paulista de entrar nos estádios por 90 dias.

A decisão foi confirmada por Marcos Marinho, diretor de segurança nos estádios da FPF. Segundo ele, que descartou inicialmente uma punição à Gaviões da Fiel – organizada à qual os homens são associados –, um comunicado será entregue à Confederação Brasileira de Futebol e às federações estaduais, sugerindo que a suspensão se aplique também às partidas realizadas fora de São Paulo.

O Ministério Público Estadual voltou a mencionar a extinção da Gaviões como uma possibilidade, mas o promotor Roberto Senise julga mais interessante o auxílio da uniformizada nas investigações. A torcida, que repudia castigos genéricos e pede punições individuais, colocou-se oficialmente à disposição.

Por conta da repercussão da briga no Estádio Mané Garrincha, o Corinthians também se pronunciou por meio de seu site. Mais uma vez, o clube disse que “não paga, dá ou subsidia ingresso e/ou viagem de qualquer torcedor a jogos do time” e se colocou “totalmente a favor da apuração dos fatos e da punição exemplar de todos os responsáveis pelo ocorrido”.

Fonte: Gazeta Esportiva

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: