Familiares de mulher arrastada por viatura da PM são recebidos por Cabral


 ( Reprodução)

Familiares de mulher arrastada por viatura da PM são recebidos por Cabral Os três PMs envolvidos na morte vão prestar novo depoimento nesta quarta-feira

Super Rádio Tupi – RJ

A família da auxiliar de serviços gerais Claudia Ferreira da Silva, morta após ter sido arrastada pelo asfalto de uma viatura da Polícia Militar é recebida, nesta quarta-feira (19/3), pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luis Castro, também vai participar do encontro. Claudia morreu durante uma operação policial no Morro da Congonha, no domingo (16/3).

Os três PMs envolvidos na morte de Claudia permanecem presos no Complexo Penitenciário de Bangu. Hoje, o sargento da Polícia Militar Alex Sandro da Silva Alves e os subtenentes Rodney Miguel Archanjo e Adir Serrano Machado vão prestar novo depoimento na 29ª Delegacia de Polícia (Madureira), no Rio de Janeiro. No primeiro depoimento, os militares disseram que entraram na comunidade somente para resgatar o corpo de Claudia, atendendo a um pedido de um tenente que comandava a operação. Durante o resgate, ainda segundo os policiais, manifestantes tentaram tomar o fuzil do subtenente Archanjo.


Os militares admitiram que, no trajeto da comunidade até ao hospital Carlos Chagas, quando a vítima foi arrastada por cerca de 350 metros, populares tentaram alertar que o corpo de Cláudia havia caído da mala, mas a guarnição só percebeu o incidente quando um alarme sonoro da viatura indicou que o porta-malas do veículo estava aberto. Os policiais não explicaram porque Claudia foi colocada na mala da viatura e não no banco de trás, conforme determina o protocolo.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: