Falta tudo na feira da Estrutural

Relembra o passado de Socorro, que hoje está nas ruas pedindo seus votos para o marido dela Policarpo para deputado federal.

Matéria do dia 07 de fevereiro de 2012

Amilton Prado, Germano Guedes, Divina, Rodrigo Abreu

  – Ao receber reclamações dos  feirantes da Estrutural neste domingo 07/02/2012,juntos estava comigo Amilton Prado, para ouvir as reclamações dos feirantes.
chamei Amilton, e Rodrigo Abreu, para checar as denúncias e o descaso dos fatos que estava acontecendo.

Conversando com feirantes perguntamos o que estava acontecendo? logo um grupo aproximou-se de nós, uma dessas pessoas conhecidamente como Divina e feirante da cidade disse.

“Nós estamos abandonados por estar  administração, pagamos uma taxa de R$ 9,90 ( nove e noventa centavos)”
“Não sou contra o GDF cobrar impostos, ficaria feliz se pagássemos e tivéssemos pelo menos um banheiro para usarmos em nossas necessidades. Não é justo o que estar acontecendo com nós feirantes da Estrutural.” Já o outro feirante Paulo Deveza, disse  “se nós tivéssemos bancas água, luz e esgoto e segurança não faria questão em pagá-lo.” a senhora Edite e demais feirantes cobrou mobilização a Rodrigo que é Prefeito de sua quadra para tirar Socorro da cidade, que não aguentam tanto descaso.

Na semana passada procurei o gerente de feira, José Maria PP e o mesmo disse que esse dinheiro
que é cobrado de uma forma ou de outra voltará como benefício para os feirantes.

Durante a visita na feira 


vários servidores da RA-XXV, passava com a prancheta anotando nomes dos feirantes que estavam presentes, entregando um comunicado para os feirantes com exigências que a partir do dia 12 de fevereiro, a chamada será
feita a partir das 8:00h, após o horário estará em frente a padaria para atender os que não foram chamados na padaria Estrutural.

– No meio da conversa fiz um desafio aos feirantes e disse se a 

administradora da cidade comparecer para conversar com vocês vestirei saia.


Faça das minhas palavras como disse o feirante Paulo. Se pelo menos,
existisse feira concordaria plenamente com essa taxa que é paga em boleto no BRB.
Esses cidadãos de bens e trabalhadores não tem o direito de um banheiro, o único que tinha a administradora mandou a demolir e até hoje não construiu outro banheiro dignificando todos.
Agora eles têm que pagar R$ 0,50 ( cinquenta centavos ) em um banheiro privado, por falta de um público.

Blog A politica e o poder

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: