Estrutural será primeira cidade digital do Centro-Oeste

Região administrativa está entre as 80 selecionadas em todo o país para receber fase piloto do projeto de democratização do acesso à internet do governo federal Brasília, 4 de julho de 2012 – A Cidade Estrutural foi selecionada pelo Ministério das Comunicações para a fase piloto do projeto Cidades Digitais, que tem o objetivo de melhorar a gestão pública local, resultando em maior acesso das comunidades à internet e aos serviços de governo. A lista divulgada na última segunda-feira (2) traz 80 cidades em todo o país e a única do Centro-Oeste aprovada pelo ministério foi a Estrutural.

Ao todo, 192 cidades participaram da seleção. Elas foram avaliadas conforme suas capacidades gerencial e técnica, sustentabilidade do projeto e expansão da rede. O secretário em exercício de Ciência e Tecnologia, Gustavo Brum, comemorou a escolha. “O que possibilitou esta escolha foi o grau de detalhamento que apresentamos e a necessidade de inclusão digital e capacitação profissional que a Estrutural apresenta”, explicou o secretário em exercício. “O resultado deste trabalho está aí: Brasília sai mais uma vez à frente na participação dos projetos em parceria com o governo federal”, completou.

Para a administradora do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (Scia), Maria do Socorro Torquato, o projeto vai beneficiar a comunidade de duas formas. Em primeiro lugar, tornará universal o acesso à rede mundial, uma vez que será gratuito. A segunda forma é a melhoria na eficiência do atendimento prestado pelos órgãos públicos. Entre as propostas apresentadas para investimento na Cidade Estrutural, estão a implantação de três pontos de internet sem fio (Wi-Fi), conectividade em todos os prédios públicos, como escolas e a construção de telecentros, que oferecerão capacitação profissional aos moradores da região. Na Estrutural, de acordo com a última Pesquisa de Amostra por Domicílio (PDAD), realizada pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), apenas 15% da população têm acesso à internet banda larga. Com a chegada do Cidades Digitais a intenção é triplicar a quantidade de acessos. A expectativa é de que a rede esteja disponível na cidade em 2013.

 O projeto do governo federal prevê que cada cidade selecionada receba até R$ 1 milhão em investimentos. O valor deve ser suficiente para a instalação do projeto na Estrutural, porém, caso seja necessário, o secretário de Ciência e Tecnologia garante que o GDF complementará esse recurso. O próximo passo é incluir no programa Cidades Digitais a Região Administrativa de Sobradinho II, que também faz parte das cidades com menor número de pessoas com acesso à internet no Distrito Federal.

Modernização – O projeto-piloto Cidades Digitais, do Ministério das Comunicações, possibilita a modernização da gestão das cidades com a implantação de infraestrutura de conexão de rede entre os órgãos governamentais. Haverá capacitação de servidores e disponibilização de espaços de acesso gratuito à internet para a população. O projeto proporciona o acesso da comunidade aos serviços públicos, além da inclusão digital dos municípios brasileiros, resultando em desenvolvimento local.

Fonte: Agência Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: