ESPORTE Ex-triatleta Leandro Macedo visita Centro Olímpico de Brazlândia


Alunos conheceram a trajetória do atleta, que realizou uma palestra de incentivo ao esporte
MARY LEAL

A visita do ex-triatleta Leandro Macedo fez parte do cronograma de atividades dos alunos do Centro Olímpico de Brazlândia. Além de conhecerem a trajetória dele, que atuou durante 25 anos na modalidade e atualmente é treinador, os jovens foram motivados em uma palestra a praticarem esportes.

“Todo mundo começa a vida esportiva se divertindo, como uma brincadeira, assim como aconteceu comigo”, revelou Macedo. “O que me fez permanecer no esporte por esses 25 anos foi me superar e fazer melhor cada vez mais”, completou.

O ex-triatleta, aos 46 anos, contou aos alunos que foi número 1 do Ranking Mundial, em 1991. “Também ganhei medalha de ouro nos jogos Panamericanos em 1995 e fui eleito atleta do século pela COB (Comitê Olímpico Brasileiro) em 1996”, lembrou, ao destacar que, para isso, foi necessário ter motivação e determinação.

Os alunos também puderam ter uma aula de superação, com o atleta treinado por Macedo, Adauto Belli, de 43 anos. Com deficiência visual gerada por uma doença degenerativa que progrediu ao longo do tempo, Belli contou as dificuldades, com as quais ele aprendeu a conviver.

“Comecei a correr porque sempre pegava ônibus errado, devido à minha deficiência visual, e também porque trabalho com adestramento de cães. Foi em 2007 que comecei realmente a treinar”, disse Adauto, ao detalhar que Macedo, além de treinador, é seu guia para a corrida e ciclismo.

O aluno Ramon Basílio, de 17 anos, que pratica vôlei há 2 anos e seis meses na unidade, elogiou Adauto. “A palestra foi muito didática, porque conseguimos conhecer a experiência dos atletas e aprender uma lição de vida e de superação. Aqui também temos alunos com deficiência”, detalhou.

“Com o esporte também aprendemos a esquecer dos problemas e isso nos dá leveza, além de ser um lazer”, complementou Lívia Souza, 15 anos, que pratica a mesma modalidade de Ramon, há um ano e meio.

Segundo o gerente didático pedagógico do Centro Olímpico, André Rocha, a visita de personalidades esportistas ao local é rotineira. “Nosso objetivo é incentivar nossos alunos a continuarem praticando as modalidades esportivas, além de apontar os benefícios disso para eles”, enfatizou, ao citar que já visitaram o local a ex-jogadora de basquete Leila Barros e a maratonista Carmem de Oliveira.

CENTRO OLÍMPICO – A unidade oferece diversas modalidades de esporte para estudantes de 4 a 17 anos e para adultos, a partir dos 18 anos. Entre as opções estão futsal, futebol society, handebol, natação, volêi e desenvolvimento motor para crianças de 4 a 8 anos.

Outras modalidades são hidroginástica, natação e o programa Futuro Campeão para aqueles com maior rendimento. Para quem tem deficiência, também há um núcleo específico com um coordenador e dois professores, que avaliam os candidatos para atendimento individual ou inclusão junto aos outros estudantes.

As inscrições abrem em todo início de mês, quando surgem novas vagas. Para se cadastrar, basta ir até a Secretaria Escolar, das 8h às 12h, e das 14h às 18h, com cópia da identidade, CPF, declaração de residência, atestado médico e foto 3×4.

Fonte: Agência Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: