escolas públicas recebem o maior calote da história | Imprimir | | E-mail | Acessos: 12

O GDF divulgou uma meia verdade, quando disse que remanejou 35 milhões da Educação, para pagar o plano de saúde dos policiais militares e de seus dependentes.

Na tarde de quarta-feira (3), foi aprovado na Câmara Legislativa um Projeto de Lei, de autoria do GDF, remanejando 35 milhões, que supostamente, seriam da Secretaria de Educação, para pagamento do plano de saúde da Policia Militar. Na justificativa o GDF informou que o dinheiro era da Educação. 


A Educação então, foi obrigada a devolver o dinheiro. Faltou ao GDF informar que originariamente, o dinheiro não pertencia à educação, pertencia sim, aos policiais militares e seus dependentes.

O fato foi tema de um protesto do sindicalista e diretor do Sinpro, Washington Dourado, postado em seu blog. (Leia aqui a nota de Washington Dourado).

Entendemos a indignação do colega blogueiro, mas a verdade é outra, e bem diferente. É bom salientar que em seu artigo, Dourado faz uma denuncia séria, que merece ser apurada.

Diz ele que, “para quem não sabe, a Educação está em “crise”. O que se ouve é que falta uns 280 milhões para a pasta fechar este ano”. Para finalizar, afirma em seu blog que, “Enquanto isso as escolas públicas recebem o maior calote da história com o não pagamento do PDAF”.

Tenho que concordar com Washington Dourado. É crise atrás de crise. Uma vergonha!

Fonte: Edson Sombra / Redação, com informações do Blog do Washington Dourado – 05/12/2013

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: