Entrevista com Eduardo Rodrigues,ex-PRB,hoje PSDB




Por: Ana Jara Macêdo
 Ana Jara: Primeiramente você retirou o seu apelido Duda Rodrigues e está usando seu nome Eduardo Rodrigues, por quê?
Eduardo Rodrigues: Quando lancei minha candidatura à deputado distrital em 2010, pensei que usando meu codinome de infância me daria uma melhor votação, acredito que tenha sido uma falha.
Ana Jara: Por quê?
Eduardo RodriguesAcho que faltou um link que ligasse o meu codinome a minha pessoal.
Ana Jara : Você foi candidato pelo PRB e só conseguiu 101 votos, o que aconteceu?
Eduardo RodriguesVários fatores: Para sair vitorioso em uma campanha no DF é necessário alguns fatores: Ter muito dinheiro, consequentemente tempo de TV, Ser empresário, principalmente da área de terceirização(esses tem ótimos contratos com o governo) trabalho junto a comunidade; ser conhecido; ser ligado ao corporativismo (sindicatos e outras entidades do ramo); ao ter assumido algum cargo de primeiro escalão no GDF, desses eu só tenho dois: sou conhecido e tenho meu trabalho junto a comunidade.
  
Ana Jara: Você aceitaria ser candidato novamente pelo PRB?
Eduardo RodriguesAcredito que não, pois hoje o partido está na base governista,que na minha opinião é o pior governo de Brasília.
Ana JaraVocê se encontra agora em condições de fazer uma boa campanha?
Eduardo RodriguesAinda não. As limitações são grandes, porque as despesas de campanha no DF são muito altas.Porém, com a ajuda do meu novo partido me apoiando e as minhas propostas chegando ao eleitor, acredito que posso mudar esse cenário.
Ana Jara: Falando em partido, você se encontra filiado em algum partido e por quê?
Eduardo Rodrigues: Sim. Na última eleição cometi um grande erro em apoiar a candidatura do Agnelo que está no PT, cuja administração consegue ser pior que a do Cristovam Buarque, mas atualmente estou filiado ao PSDB, acreditando, pois, que este tem mais a ver com os meus pensamentos;
Ana Jara: Qual é a sua profissão e como ela pode interferir na eleição?
Eduardo Rodrigues:Sou Corretor na empresa MRGARZON, embora nossa lei que trata da nossa categoria seja federal, acredito que podemos, como Deputado Distrital contribuir cobrando mais dos nossos deputados federais mais atenção a categoria, pois ainda existem muitas anomalias que prejudica os corretores e aos adquirentes de imóveis.
Ana Jara: Qual a sua orientação para as pessoas votarem nos candidatos em 2014?
Eduardo RodriguesEntendo que o mandato parlamentar Distrital é como um Vereador, ou seja, é a extensão de um trabalho comunitário e social. A CLDF está muito mal representada, basta ver que 29% dos Deputados Distritais são da área de segurança, outros 46% são representantes de suas categorias, 25% são empresários, e quem representa o povo?
Ana Jara: Quem seria seu(a) candidato(a) a Governador do DF?
Eduardo Rodrigues: Vou esperar a indicação do meu novo partido, o PSDB.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: