Em gravação, senador Hélio José diz que pode ‘indicar melancia’ para cargo

HELIO JOSEGravações feitas nesta semana e divulgadas pela internet mostram o senador Hélio José (PMDB-DF) defendendo a indicação de um ex-assessor para o cargo de superintendente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) no Distrito Federal. Nos áudios, o político diz que nomeia “a melancia que quiser” para o posto e que quem não “estiver com ele” pode “cair fora”.

“Isso aqui é nosso. Isso aqui eu ponho quem eu quiser, a melancia que eu quiser aqui, eu vou colocar”, diz o senador em um trecho da conversa.

Em nota, o senador Hélio José (PMDB-DF) disse que o ex-assessor é profissional autônomo e não possui empresa no ramo imobiliário nem título de sócio administrador de qualquer empresa no país e nem faz parte, na condição de acionista, de qualquer imobiliária. A Casa Civil do governo federal informou que não vai se manifestar sobre o tema.

A gravação foi feita nesta terça (2) na sede da SPU-DF, que fica no mesmo prédio de órgãos da administração federal. Nos trechos divulgados, José comenta a indicação de um ex-assessor de gabinete, Francisco Nilo Gonsalves Júnior, para o cargo de superintendente do órgão distrital.

“Ele [Júnior] tem lado. O lado dele é o senador Hélio José, que é o responsável pela SPU a partir de hoje. A partir de hoje, a SPU é responsabilidade minha, do senador Hélio José, gabinete 19 da [Ala] Teotônio Vilela”, diz o senador, em referência à sala que ocupa no Senado Federal.

Senador Hélio José diz, em gravação, que pode indicar 'a melancia que quiser' para cargo (Foto: TV Globo/Reprodução)
Senador Hélio José diz, em gravação, que pode indicar ‘a melancia que quiser’ para cargo (Foto: TV Globo/Reprodução)

Testemunhas afirmaram à TV Globo que o discurso de Hélio José foi feito em tom de ameaça, endereçado a um grupo de funcionários contrários à indicação de Gonsalves Júnior. Segundo esses servidores, o novo superintendente é sócio de uma imobiliária e, por isso, não poderia comandar o órgão que administra terras da União no DF.

“E eu vou para a Casa Civil agora, para resolver esse negócio da imobiliária. É mais uma armação de Valéria e companhia limitada e não vai acontecer, ‘tá’ certo? Não vai acontecer”, diz o senador.

A mulher citada na gravação, de acordo com testemunhas, é Valéria Caetano, superintendente substituta da SPU no DF. Após essa referência, Hélio José fala sobre o poder que teria para indicar “uma melancia” e diz que opositores teriam que buscar outro lugar para trabalhar.

“‘Tô’ deixando isso claro, bem registrado aqui bem claro em alto e bom som: sua Valéria e sua turma de conspiradores esvaziem as gavetas. Caia fora da SPU e vai lá se apresentar na seção de pessoal do Ministério do Planejamento, pra ver aonde vai se lotar esse povo lá”, declara.

A TV Globo tentou contato com Valéria Caetano e Nilo Gonsalves Junior, mas não obteve retorno. O advogado de Júnior foi informado do conteúdo da reportagem, mas não quis comentar a suposta participação em uma imobiliária.

“O sr. Nilo é gestor financeiro, devidamente inscrito no Conselho Regional de Administração, de elevada capacitação técnica, a quem o senador confiou e sugeriu uma indicação técnica para assumir a SPU-DF, que tem por finalidade zelar, manter, administrar e sobretudo, ajudar a destravar o sistema fundiário inclusive na regularização dos condomínios de uma forma técnica, honesta e totalmente dentro da legalidade”, afirmou o senador em nota.

Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/08/em-gravacao-senador-helio-jose-diz-que-pode-indicar-melancia-para-cargo.html

About Willams Rocha

%d blogueiros gostam disto: