Elenco pontepretano pede desculpas à torcida

Jogadores ficaram decepcionados com o vice-campeonato depois da campanha na competição

Foto: Leandro Ferreira/AAN

O goleiro Roberto é consolado após a perda do título da Copa Sul-Americana: goleiro espera que a Macaca mude de mentalidade
O sonho de uma conquista inédita em 113 anos de história mais uma vez se esvaiu pelos dedos da Ponte Preta. O sentimento “do quase” machucou o elenco, que deixou o gramado extremamente abatido, parecendo não acreditar que toda uma campanha brilhante construída em toda a Copa Sul-Americana não se transformou em festa. Reconhecendo os méritos do Lanús, os atletas fizeram questão de pedir desculpas ao torcedor, que a todo momento e em qualquer lugar, jogou junto ao time.

“Não tem muito o que falar. É um momento de tristeza. Foi legal o que a gente fez, mas ver o sonho que nós tínhamos traçado escapar das nossas mãos é muito triste, ainda mais para a torcida, que nos apoiou o tempo todo”, disse o zagueiro Diego Sacoman, aos prantos, ainda na saída do gramado. “Nós temos que pedir desculpas. Eram 113 anos para quebrarmos esse tabu, mas o torcedor viu que não faltou luta. Eles foram melhores e mereceram”, completou o atacante Rildo.

Um dos personagens da campanha da Macaca, Roberto pediu uma mudança de mentalidade do clube a partir de agora. “Temos que mudar o pensamento, ser uma equipe que briga por títulos e chega à finais. Que a Ponte, a partir desta quarta-feira (11), não seja mais a mesma”, decretou o goleiro, que admitiu justiça no resultado. “Fizemos uma brilhante campanha, mas o time deles teve mais qualidade. Eles souberam ser melhores e, nas oportunidades que tiveram, foram felizes em concluir a gol. Não tivemos uma chance de gol, então não podemos querer tirar o título dos caras.”


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: