Eleições no DF


DF: Eliana aceita ser vice de Arruda. Freire com Pitiman
“Arruda, eu confio em você. É por isso que tenho coragem de enfrentar o PPS nacional. Estou com você e não abro”, Eliana Pedrosa, deputada distrital e presidente regional do PPS.

Distrital do PPS, que chegou a ser lançada candidata ao GDF em convenção no último sábado, foi anunciada ontem como vice na chapa encabeçada pelo ex-governador. Mas presidente nacional da legenda diz que não vai permitir a coligação.

Em evento realizado ontem na sede do PR, Eliana, Arruda e Fraga comunicam disposição de caminharem juntos na disputa ao Palácio do Buriti.

O ex-governador José Roberto Arruda (PR) anunciou ontem o nome da deputada distrital Eliana Pedrosa (PPS) para ocupar a vaga de vice na disputa ao Governo do Distrito Federal. Eles fizeram o anúncio público e discursaram juntos, na sede regional do PR, na Colônia Agrícola Samambaia, mas a direção nacional do PPS descarta a possibilidade de acordo com o grupo.

O presidente nacional do partido, deputado federal Roberto Freire (PE), disse ao Correio que pode intervir no diretório regional, caso a ideia da distrital seja levada adiante.

No último sábado, a convenção regional do PPS chegou a aprovar a indicação de Eliana Pedrosa para o Governo do DF, mas a distrital vem trabalhando em busca de autorização nacional para se aliar a Arruda desde a semana passada.

Uma decisão precisa ser tomada nos próximos dias, porque aproxima-se o prazo final para registro das candidaturas. A resistência da executiva nacional do PPS sempre foi grande. A deputada passou boa parte do dia ontem tentando negociar com o presidente da sigla. Mas ele afirma estar irredutível e essa posição chegou a atrapalhar o anúncio da chapa. Arruda tinha programado o evento para às 17 horas, a reunião, no entanto, só começou às 19h30.

Roberto Freire: “Essa aliança não terá nenhum apoio do PPS nacional”.
Quando a distrital chegou, o ex-governador já a aguardava, acompanhado por outros aliados como o ex-deputado Alberto Fraga, presidente do DEM-DF e a deputada federal Jaqueline Roriz, presidente regional do PMN, além de outros correligionários e familiares.
O grupo ficou reunido o tempo todo, a portas fechadas, aguardando a chega da candidata a vice. “Arruda, eu confio em você, é por isso que tenho coragem de enfrentar o PPS nacional.

Estou com você e não abro”, discursou ela, sendo ovacionada por cabos eleitorais.

O deputado federal Luiz Pitiman (PSDB-DF) anunciou ontem à noite que fechou a aliança com o PPS.
O candidato a vice será o secretário nacional de Comunicação do partido, Adão Cândido, indicado pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal Roberto Freire (PE).

Freire com Pitiman
Sociólogo e publicitário, da linha tradicional do PPS, ele foi escolhido como uma intervenção à executiva regional, presidida no DF pela deputada Eliana Pedrosa.

Não cheguei ontem ao PPS. Encaro como uma tarefa imposta que eu tenho que abraçar” Adão Cândido, secretário nacional de Comunicação do PPS. …

Matérias completas
Eliana aceita ser vice de Arruda.

Distrital do PPS, que chegou a ser lançada candidata ao GDF em convenção no último sábado, foi anunciada ontem como vice na chapa encabeçada pelo ex-governador. Mas presidente nacional da legenda diz que não vai permitir a coligação

ALMIRO MARCOS – Correio Braziliense 


Em evento realizado ontem na sede do PR, Eliana, Arruda e Fraga comunicam disposição de caminharem juntos na disputa ao Palácio do Buriti.

Roberto Freire: “Essa aliança não terá nenhum apoio do PPS nacional”

O ex-governador José Roberto Arruda (PR) anunciou ontem o nome da deputada distrital Eliana Pedrosa (PPS) para ocupar a vaga de vice na disputa ao Governo do Distrito Federal. Eles fizeram o anúncio público e discursaram juntos, na sede regional do PR, na Colônia Agrícola Samambaia, mas a direção nacional do PPS descarta a possibilidade de acordo com o grupo. O presidente nacional do partido, deputado federal Roberto Freire (PE), disse ao Correio que pode intervir no diretório regional, caso a ideia da distrital seja levada adiante.

No último sábado, a convenção regional do PPS chegou a aprovar a indicação de Eliana Pedrosa para o Governo do DF, mas a distrital vem trabalhando em busca de autorização nacional para se aliar a Arruda desde a semana passada. Uma decisão precisa ser tomada nos próximos dias, porque aproxima-se o prazo final para registro das candidaturas. A resistência da executiva nacional do PPS sempre foi grande. A deputada passou boa parte do dia ontem tentando negociar com o presidente da sigla. Mas ele afirma estar irredutível e essa posição chegou a atrapalhar o anúncio da chapa. Arruda tinha programado o evento para às 17 horas, a reunião, no entanto, só começou às 19h30.
Quando a distrital chegou, o ex-governador já a aguardava, acompanhado por outros aliados como o ex-deputado Alberto Fraga, presidente do DEM-DF e a deputada federal Jaqueline Roriz, presidente regional do PMN, além de outros correligionários e familiares. O grupo ficou reunido o tempo todo, a portas fechadas, aguardando a chega da candidata a vice. “Arruda, eu confio em você, é por isso que tenho coragem de enfrentar o PPS nacional. Estou com você e não abro”, discursou ela, sendo ovacionada por cabos eleitorais.

Arruda disse que a decisão tomada aos 49 minutos do segundo tempo é mais emocionante. “É o espaço para a mulher na nossa chapa majoritária. Nós enfrentamos muitos obstáculos, mas não desistimos de ter a Eliana conosco”, disse o ex-governador. Jaqueline e a distrital Liliane Roriz (PRTB), que chegou mais tarde, também falaram em nome da família para abençoar o acordo. “Falo em nome do meu pai (o ex-governador Joaquim Roriz) e de toda a família para apoiar a união desse grupo”, disse a deputada federal.

No final do encontro, Eliana Pedrosa disse que não voltará atrás em sua decisão. Ela, no entanto, confirmou que o acordo não tem o aval da direção nacional do seu partido. “A executiva regional já decidiu nos apoiar na decisão de estarmos com Arruda nas próximas eleições. Esperamos resolver essa questão com o PPS nacional nos próximos dias”, frisou.

Para Roberto Freire, no entanto, não há qualquer possibilidade de reatar a conversa sobre um provável apoio a José Roberto Arruda. “Essa aliança não terá nenhum apoio do PPS nacional. Não vamos aceitar. Está fora de qualquer cogitação. Se for continuar nessa ideia, vamos propor uma reformulação na situação local do partido. A história só está sendo levada adiante pela teimosia dela (Eliana Pedrosa). Ela não pode usar o partido para fazer isso. Nós temos diretrizes a seguir”, reclamou o presidente do partido.

O ex-governador Arruda vem tentando encontrar um nome para a vaga de vice na sua chapa desde que a distrital Liliane Roriz abriu mão e decidiu candidatar-se à reeleição. Mesmo com a desistência da deputada, ficou certo que o clã Roriz continuaria a apoiar Arruda. A cota da família na chapa foi preenchida com a indicação da mulher de Roriz, Weslian, para 1ª suplente de Gim Argello, candidato à reeleição.

Caso consiga vencer a resistência de Roberto Freire e mantida a configuração local proposta, (PR, PPS e PTB), a chapa viverá uma situação peculiar de não dar palanque a nenhum dos principais candidatos à Presidência ou de oferecer a opção a qualquer um deles. Afinal, o PR confirmou apoio a Dilma Rousseff (PT), enquanto o PPS estará junto com Eduardo Campos (PSB) e o PTB anunciou composição com Aécio Neves (PSDB).


Mudança

Em reunião na Câmara Legislativa, o PPS local lançou justamente o nome de Eliana Pedrosa como candidata ao Palácio do Buriti. Essa, aliás, tinha sido a proposta inicial quando da sua filiação ao partido, em setembro do ano passado, após deixar o PSD (ela foi eleita pelo DEM). Desde então, a distrital vinha trabalhando para buscar apoiadores e conseguir encabeçar uma chapa. Chegou a conversar com legendas como PR, PSDB, PDT e PSB.

“É o espaço para a mulher na nossa chapa majoritária. Nós enfrentamos muitos obstáculos, mas não desistimos

de ter a Eliana conosco”

José Roberto Arruda

(PR), candidato ao Governo do DF

“Arruda, eu confio em você. É por isso que tenho coragem de enfrentar o PPS nacional. Estou com você e não abro”,

Eliana Pedrosa, deputada distrital e presidente regional do PPS

Freire com Pitiman

Direção nacional do PPS indica vice na chapa do PSDB e desautoriza Eliana Pedrosa na aliança com Arruda.

“Não cheguei ontem ao PPS. Encaro como uma tarefa imposta que eu tenho que abraçar” Adão Cândido, secretário nacional de Comunicação do PPS.

O deputado federal Luiz Pitiman (PSDB-DF) anunciou ontem à noite que fechou a aliança com o PPS. O candidato a vice será o secretário nacional de Comunicação do partido, Adão Cândido, indicado pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal Roberto Freire (PE). Sociólogo e publicitário, da linha tradicional do PPS, ele foi escolhido como uma intervenção à executiva regional, presidida no DF pela deputada Eliana Pedrosa.
No fim da noite de ontem, Roberto Freire confirmou ao Correio a composição com o PSDB. “Temos uma resolução nacional do partido que proíbe qualquer aliança no país com partidos aliados à presidente Dilma Rousseff. E o PR confirmou que vai estar com ela nas eleições. Então, não temos como ter candidato a vice no DF de um candidato do PR”, explicou o deputado.

Freire disse que a aliança com o PSDB será importante para a composição das oposições. “Esse acordo será bom para todos”, acrescentou. Eliana Pedrosa se disse surpresa com a informação às 23h21. “Estamos analisando juridicamente todas as resoluções e o ordenamento do partido. Se tiver sido uma decisão tomada anteriormente, não teremos como ir contra ela. Vamos analisar tudo isso”, disse. “Por enquanto, não trabalho com Plano B”, acrescentou.

Se Eliana Pedrosa não puder ser vice, o caminho será uma candidatura de deputada federal. Ela não deverá concorrer a novo mandato na Câmara Legislativa. O irmão dela, Eduardo Pedrosa, vai disputar o mandato e já trabalha para herdar os votos da distrital. Uma coligação com o PSDB facilita também a eleição de representantes do PSDB no Legislativo porque contribui para a formação de coeficiente eleitoral para deputado federal, que é de 200 mil votos, e de distrital, aproximadamente 65 mil votos.

Adão Cândido, 43 anos, confirmou ontem à noite que será o vice de Pitiman. “Sou militante do partido desde os 15 anos. Não cheguei ontem ao PPS. Encaro como uma tarefa imposta que eu tenho que abraçar”, disse, numa alfinetada a Eliana Pedrosa, que se filiou à legenda em setembro do ano passado. “Meu nome foi escolhido como uma gestão direta do Freire”, acrescentou.

Palanque para Aécio

A candidatura de Pitiman não tem volta, segundo tucanos, porque faz parte de uma estratégia da campanha nacional no Distrito Federal. O tucano dará palanque para a candidatura de Aécio Neves à Presidência da República. Ele é contra uma coligação com José Roberto Arruda (PR). Pitiman conta também com um importante apoio nacional. Maria Estela Kubitschek, filha do ex-presidente Juscelino Kubitschek, será uma cabo eleitoral do candidato do PSDB no Distrito Federal. Ela esteve na convenção no último sábado e assistiu à partida entre Brasil e Chile na companhia do tucano. “Pitiman representa uma nova alvorada em Brasília, renovação”, disse a filha de JK.

Na noite de ontem, Pitiman comemorava a negociação que envolveu o PPS nacional. Para o tucano, Eliana Pedrosa não tem possibilidades jurídicas de reverter a deliberação de Roberto Freire. “Temos um vice que é um militante tradicional no PPS. Nossa chapa está formada”, afirma o deputado federal.

“Temos um vice que é um militante tradicional no PPS. Nossa chapa está formada”
Luiz Pitiman, Candidato do PSDB ao Palácio do Buriti

Do PMDB para o PSDB
Luiz Pitiman foi eleito deputado federal pelo PMDB e chegou a ser Secretário de Obras do governo Agnelo Queiroz (PT). Ele rompeu com a base e virou tucano em setembro do ano passado. A direção nacional do PSDB precisou intervir no diretório local, que vinha sofrendo influência de outros grupos políticos, para garantir que Pitiman pudesse continuar como nome do partido como pré-candidato ao Palácio do Buriti.

Fonte: ALMIRO MARCOS – Correio Braziliense / Redação 

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: