Eleição que decidirá a foto do ipê-roxo mais bonito termina às 18h. Vote!

 (Andrea Stanger) 
Eleição que decidirá a foto do ipê-roxo mais bonito termina às 18h. Vote! O resultado será conhecido na edição do jornal de domingo. Passada a temporada dos roxos, virá a dos amarelos

Estevon Nagumo  Foto tirada no Eixo Leste, em frente ao Setor Bancário Norte
Estevon Nagumo Foto tirada no Eixo Leste, em frente ao Setor Bancário Norte

Na paisagem, às vezes, árida de Brasília, os ipês surgem como um capricho da natureza. Eles dão à capital dos palácios pitadas de roxo — como agora — depois de amarelo, de rosa e, por fim, de branco. Como uma iguaria rara que se degusta aos poucos, as árvores típicas do cerrado brasileiro fisgam o olhar de quem passa e revelam sua beleza devagarinho. Em vez de misturar o roxo com o amarelo, o branco e rosa, as flores desabrocham cada uma a seu tempo para deleite de quem se deixa encantar ou ser arrebatado por elas.

No Distrito Federal, existem pelo menos duas espécies de cada cor. A estrela da temporada, o ipê-roxo. A primeira leva floresce de maio a julho e, a segunda, de junho a setembro. A bióloga Renata Uchôa Alves explica que, no primeiro caso, a floração tem buquês organizados e redondos com até 80 flores. A segunda, também é formada por buquês, só que eles são menores e têm até 40 flores. 

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: