Eleição para conselheiro tutelar tem urnas quebradas e filas no DF

eleitores_se_aglomeram_nas_portas
A eleição dos novos conselheiros tutelares do Distrito Federal foi marcada na manhã deste domingo (4) por problemas em urnas eletrônicas em diversas sessões eleitorais, atrasos e reclamações dos eleitores. A eleição foi possível depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubou neste sábado liminar do Tribunal de Justiça que havia suspendido a votação.
A Secretaria da Criança, responsável pela organização da eleição, disse que os atrasos ocorreram devido à demora em impressão da zerésima – documento que atesta que não há nenhum voto computado na urna antes do início do pleito. Sobre as urnas com defeito, a secretaria diz que elas foram substituídas. A votação vai até as 17h.
Em sobradinho 2, salas de votação foram redistribuídas por ordem alfabética  (Foto: Arquivo pessoal / Gisele Poliana)Os problemas, no entanto, irritaram vários eleitores. Imagens feitas por que foi votar mostram salas vazias e pessoas aglomeradas nas portas. Em um dos vídeos, uma pessoa afirma que às 9h30 a votação não havia começado, embora que estivesse marcada para ter início às 7h.
O corretor Eduardo Cabral, de 40 anos, disse que os únicos dois pontos de votação em Planaltina estavam sem funcionar na parte da manhã e muitas pessoas foram embora sem votar.
“Só disponibilizaram duas escolas em Planaltina e a [devido à] distância de alguns bairros ficou complicado [comparecer]. Por isso, muitas pessoas foram votar pela manhã. Como quase todas as urnas estavam sem funcionar, os eleitores foram embora e duvido que voltem.”
A jornalista Gisele Poliana Pereira Silva reclamou de bocas de urna e da mudança das salas de votação em Sobradinho 2. “Tinha candidato distribuindo panfleto em frente às escolas, uma sujeira total. No site, nos informaram a sala exata em que votaríamos. Quando cheguei na escola, haviam listas nas portas por ordem alfabética. Uma zona”, afirmou.
O estudante Kelvyn Ferreira recebeu a informação de que as votações estavam adiadas em Sobradinho. “A organização não sabia explicar nada. O que fiquei com mais raiva foi o fato de não cumprirem o horário de início.”
Liminares
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubou na tarde deste sábado a liminar que impedia a eleição dos novos conselheiros tutelares do Distrito Federal.
As eleições foram canceladas duas vezes. Na quinta-feira (1°) a decisão de suspender o concurso foi assinada e publicada pela desembargadora Maria de Lourdes Abreu. No dia 25 de setembro, a Justiça acatou o pedido de um candidato que teve o registro negado por falta de apresentação de documentos.
A escolha dos conselheiros tutelares é dividida em duas etapas. O teste específico aconteceu em 5 de junho. Cada um dos 40 conselhos tutelares do DF possui cinco conselheiros. O processo deste ano prevê a eleição de 200 representantes e 400 suplentes. Os salários são de R$ 4,8 mil.
Criados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, os conselhos tutelares são responsáveis por zelar pelos direitos de menores de idade. Qualquer pessoa com mais de 16 anos pode votar. O eleitor deve levar o título de eleitor e um documento oficial com foto.
Recorde
De acordo com a Secretaria da Criança, o número de inscrições neste ano foi quase cinco vezes maior do que o do último processo seletivo, realizado em 2012. Neste ano, foram 26.558 inscritos e em 2012, 5.407. As regiões com maior número de cadastros foi Ceilândia, Águas Claras e Taguatinga.
Para ser conselheiro tutelar o candidato precisa ter residência comprovada de no mínimo dois anos na região administrativa, não estar se habilitando para um terceiro mandato consecutivo de conselheiro tutelar, ter ensino médio completo, ser aprovado em exame de conhecimento e comprovar experiência na área da criança e do adolescente de no mínimo três anos.

About Germano Guedes

Olá Pessoal,
Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”.
Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas.
Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade.
Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural.
Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire.
Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações.
No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade.
Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.

%d blogueiros gostam disto: