Eduardo Lopes vai substituir Crivella no Ministério da Pesca


Presidente Dilma divulgou nota confirmando a troca

Publicado por Redação PRB

Brasília (DF) – A presidente Dilma Rousseff confirmou, em nota oficial divulgada hoje, o nome do senador Eduardo Lopes (PRB/RJ) para substituir o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella. A troca é parte da reforma ministerial iniciada em janeiro pela presidente para atender ao desejo dos ministros de se candidatarem nas eleições de outubro. Crivella deixa a Pesca para disputar o governo do Rio de Janeiro.

De acordo com Lopes, seu nome partiu da indicação do próprio Crivella e recebeu imediatamente o apoio do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira. “Estou muito honrado pela presidente ter avalizado a indicação do PRB”, declarou o novo ministro ao lembrar que este será o segundo momento político que ele substitui Crivella.

Eduardo Lopes é suplente de Marcelo Crivella no Senado e ocupou o cargo por dois anos com uma brilhante atuação. Foi relator de importantes matérias, como a PEC que autoriza médicos militares a atuarem no SUS (de autoria de Crivella), promulgada pelo Congresso Nacional no mês passado. Foi autor do primeiro decreto legislativo aprovado pelo Congresso, que sustou os efeitos da resolução administrativa do TSE que redefinia o número de deputados federais. No final do ano passado, o Senado também aprovou um requerimento de Lopes para que o projeto que criminaliza a discriminação de homossexuais (PLC 122/2006) seja apensado ao projeto de reforma do Código Penal (PLS 236/2012).

A cerimônia está prevista para esta segunda-feira, 17, às 10h, no Palácio do Planalto.

Eduardo Benedito Lopes

Eduardo Benedito Lopes, brasileiro, nascido na cidade de Santo André, São Paulo, em 19 de setembro de 1964. Hoje senador da República, é bacharel em Teologia, Jornalista Articulista, Radialista, Locutor e Apresentador de programas de rádio e TV. Trabalhou na Rede Record de Televisão e foi Diretor-Presidente do Jornal Folha Universal e da Editora Gráfica Universal. Em 2006, elegeu-se a Deputado Federal, exercendo o mandato de 2007 a 2011. Na Câmara foi membro titular das comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional e CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Em 2010, foi suplente de senador Marcelo Crivela candidatou-se ao Senado. Hoje exerce o mandato de Senador da República, sendo Líder do PRB – Partido Republicano Brasileiro – no Senado Federal. É presidente regional do PRB no Estado do Rio de Janeiro.

Marcelo Crivella

Em 2012, a convite da presidente Dilma, Marcelo Crivella assumiu o Ministério da Pesca e Aquicultura com o desafio de alavancar o setor pesqueiro no Brasil. Criticado por alguns por ter anunciado não saber ao menos colocar uma minhoca no anzol, Crivella superou as expectativas com o trabalho apresentado até aqui, elogiado por diversas vezes, inclusive, pela própria presidente Dilma.

Durante sua gestão, foi lançado o Plano Safra para a Pesca e Aquicultura com investimentos da ordem de R$ 4,1 bilhões para dobrar a produção aquícola do país, com uma previsão de produção total de 2 milhões de toneladas por ano. O plano garante assistência técnica, renovação da frota pesqueira e apoio às comunidades pesqueiras.

Crivella também foi responsável pela criação da nova Carteira do Pescador Profissional, que deixou de ter prazo de validade e simplifica o acesso a benefícios sociais.

O republicano retorna para o Senado em virtude da Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990) que estabelece os prazos para que agentes públicos saiam do governo para não ficarem inelegíveis. No caso de ministros, o prazo de desincompatibilização termina no dia 5 de abril, seis meses antes do primeiro turno.

Crivella vai concorrer ao governo do Rio de Janeiro, onde vem despontado como favorito em várias pesquisas divulgadas, como a do Ibope, em que o senador aparece em primeiro lugar na disputa em quatro cenários pesquisados.

Por Helen Assumpção – Comunicação Nacional do PRB

Foto: Douglas Gomes


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: