Eduardo Cunha comenta a decisão do STF de mudar o rito do impeachment

O presidente da Câmara argumenta que a posição do Supremo deixa em aberto vários aspectos do funcionamento do parlamento

08/04/2015- Brasília- Presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha, em sessão para discutir sobre o projeto que regulamenta a terceirização na iniciativa privada e nas empresas públicas e de economia mista.

08/04/2015- Brasília- Presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha, em sessão para discutir sobre o projeto que regulamenta a terceirização na iniciativa privada e nas empresas públicas e de economia mista.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira, 17, que Rodrigo Janot está atuando mais como advogado do Palácio do Planalto do que como procurador-geral da República. Para o peemedebista, os 11 pontos colocados por Janot para pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) seu afastamento do cargo de deputado federal – e, consequentemente, da presidência da Casa – são “absolutamente ridículos”.

Nesta quarta-feira, 16, Janot solicitou ao STF o afastamento de Cunha, listando uma série de eventos que, de acordo com o procurador, indicam suposta prática de “vários crimes de natureza grave” com uso do cargo a favor do deputado, integração de organização criminosa e tentativa de obstrução das investigações criminais. Segundo a Procuradoria, as ações de Cunha para interferir na investigação e no processo de apuração interna no Conselho de Ética da Casa, onde é alvo de processo por quebra de decoro parlamentar, são “evidentes e incontestáveis”.

“O procurador-geral da República está funcionando mais como advogado do Planalto do que como procurador-geral da República”, afirmou Cunha em entrevista coletiva. O peemedebista voltou a afirmar que Janot tentou desviar o foco da mídia do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Os 11 pontos colocados por ele para pedir meu afastamento são absolutamente ridículos”, disparou.

Fonte:http://www.metropoles.com/brasil/politica-br/eduardo-cunha-comenta-a-decisao-do-stf-de-mudar-o-rito-do-impeachment

About Germano Guedes

Olá Pessoal,
Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”.
Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas.
Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade.
Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural.
Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire.
Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações.
No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade.
Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.

%d blogueiros gostam disto: