Dor e revolta marcam o funeral dos irmãos mortos em Ceilândia


Dor e revolta marcam o funeral dos irmãos mortos em Ceilândia

Amigos, colegas e familiares prestam solidariedade aos pais das vítimas, sepultadas nesta quarta-feira (14)

Clima de dor e comoção tomou conta de familiares e amigos dos irmãos João e Drielly (9 e 13 anos), que foram sepultados às 16h desta quarta-feira (14). Cerca de 500 pessoas foram prestar solidariedade aos familiares das vítimas no velório, iniciado as 12h.

O assassinato ocorreu na última segunda-feira (12) em Ceilândia, quando os irmãos foram amarrados e queimados por conta de uma dívida de R$ 40. Os pais das crianças estavam em estado de choque e todos os familiares ainda estão abalados. Nenhum dos parentes das vítimas quis ceder entrevista.

Saiba mais sobre o caso

Na segunda-feira (12), João e Drielly, de 9 e 13 anos, foram mortos por um amigo do irmão mais velho por conta de 40 reais. Seundo Rômulo Nascimento, o assassino, teria uma dívida de 500 reais com Marcos Paulo da Silva Santos, irmão das vítimas, referentes a uma venda de produtos artesanais. Em depoimento, o Marcos afirmou que a dívida era de apenas R$ 140 dos quais R$ 100 já havia sido pago.

O sepultamento ocorreu após uma amiga da família organizar uma campanha virtual para ajudar os pais da vítimas. Ela pediu ajuda para que os pais pudessem arcar com os gastos do enterro e o recomeço da vida dos familiares.

*Com informações de Carla Rodrigues

Leia mais na edição desta quinta-feira (15) do Jornal de Brasília.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: