Distrital Ayton Gomes ficará fora da eleição


Distrital Ayton Gomes ficará fora da eleição

TRE impugna candidato este ano por ter sofrido condenação antes de pedir registro

Por unanimidade, os sete desembagadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) impugnaram a candidatura à reeleição do deputado distrital Aylton Gomes (PR), condenado em segunda instância pelo Tribunal de justiça do Distrito Federal por improbidade administrativa em maio deste ano.

De acordo com o relator da matéria, desembargador-eleitoral Cruz Macedo, a decisão do TJDF afirma que Aylton recebia continuamente propina vinda de contratos públicos que chegaram a R$ 500 mil. A condenação vem acompanhada da perda de direitos políticos pelo período de dez anos.

Improbidade

“Para mim está nitidamente configurada a vontade de cometer ato de cometer ato de improbidade. A condenação pelo colegiado atrai para o caso os quesitos de inelegibilidade”, afirmou Cruz Macedo

A defesa de Aylton questionou o fato da Justiça Eleitoral não pedir a certidão cível, o que não foi abordado pelos desembargadores. Por esse motivo entrará até segunda-feira com desembargo declaratório.
Defesa recorre

O advogado de Aylton, Bruno Martins entrará até segunda-feira com embargo de declaração, ação quando há dúvidas ou obscuridade sobre o voto dos juízes. “Os desembargadores não enfrentaram o tema que levantamos. Caso não recebam a ação vamos ao TSE”, afirma ele.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: