Disputa por guarda de criança causa comoção nas redes sociais

Disputa por guarda de criança causa comoção nas redes sociais20160128184031

Brasilienses prometem manifestação contra guarda após publicação de garoto implorando para não ser levado pelo pai. A Defensoria Pública do DF vai pedir reconsideração do caso

Jéssica Antunes

Nas redes sociais, um vídeo de um garoto de seis anos implorando para não ficar com o pai após decisão judicial causou comoção e revolta por supostos casos de agressão.

Até às 16h desta quinta (28), a publicação mantinha mais de 30 mil curtidas, quase 15 mil comentários e duas milhões visualizações. Na página criada pela família materna, mais de 70 mil manifestaram apoio.

Por ser processo sigiloso, os órgãos judiciais do Distrito Federal não comentam o caso. O recurso pode ser julgado na sexta (29).

As imagens foram gravados na noite de quarta (27) no Fórum do Riacho Fundo logo depois de o juiz Edmar Ramiro Correia determinar que a guarda do garoto voltaria a ser do pai, que mora em Capivari, no interior de São Paulo. A família materna acusa o pai da criança de agressões e reclama que nem o garoto nem testemunhas foram ouvidas na audiência.

Pelas redes sociais, onde o vídeo viralizou, brasilienses planejam fazer uma manifestação. O ato está previsto para acontecer na manhã desta sexta (29) em frente ao Tribunal onde a decisão foi proferida.

Histórico de agressão

A mulher, R.B.S., de 31 anos, conta que a agressividade do ex-marido começou após o casamento. Em 2012, se separaram e, por ameaças, deixou o filho com o pai.  “Ele ameaçava me matar, matar meu filho, minha família. Eu não acreditava que ele pudesse fazer algo com o próprio filho”, afirma. Ela garante que foram dois anos sem ver o filho, até que recebeu denúncias de maus tratos.

Com amigos, foi ao município paulista, onde o filho lhe teria contado casos de agressão diária por parte do pai e da madrasta. Lá, decidiram trazer o garoto para Brasília mesmo sem autorização judicial. Naquele mês, ainda segundo a mãe, ela conseguiu a guarda provisória do garoto, mas a fuga gerou um mandado de busca e apreensão que culminou na audiência de terça (27).

O processo, agora, está nas mãos do defensor Leandro Nascimento. “Vamos entrar com um recurso para ver se a decisão é reanalisada e pedindo uma liminar para que o desembargador analise”, explicou.

Nada a declarar 

“Os processos da área de família são sigilosos, por isso não é possível repassar nenhuma informação a respeito do caso”, informou, via assessoria de imprensa, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

A mesma postura assumiu a Secretaria de Criança, que diz não ser possível repassar nenhuma informação de acompanhamento de Conselhos Tutelares por serem sigilosos. O Jornal de Brasília também tentou, sem sucesso, contato com o pai, seu advogado, com a avó e tia paternas, mas nenhum atendeu ou retornou às ligações.

A Defensoria Pública informou que o atendimento técnico é acobertado pelo sigilo das informações, mas ressaltou, em nota, que “não está medindo esforços para que este caso seja solucionado da melhor forma possível”.

Leia mais detalhes na edição impressa do Jornal de Brasília desta sexta (29). 

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About Germano Guedes

Olá Pessoal, Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”. Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas. Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade. Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural. Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire. Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações. No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade. Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.
%d blogueiros gostam disto: