Discurso da presidente em Davos não tem conexão com o Brasil real, avalia senador

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, afirmou, neste sábado (25), em São Paulo, que a presidente Dilma Rousseff discursou em Davos, na Suíça, sobre um Brasil que não é real. A presidente fez um pronunciamento durante o Fórum Econômico Mundial exaltando a situação atual da economia brasileira.

Aécio Neves lamentou que as palavras da presidente da República não tenham capacidade para alterar a realidade vivida pelo país, que convive com insegurança jurídica e pressão inflacionária.

“Assistimos a presidente da República em Davos falando de um país que, infelizmente, não é o nosso. Infelizmente também as palavras não têm o dom mágico de mudar a realidade. A presidente fala que o Brasil é um país que respeita contratos ao mesmo tempo em que assistimos a mais violenta intervenção que o setor elétrico já assistiu, para falar apenas em um setor. A presidente fala que o Brasil sempre busca alcançar o centro da meta inflacionária. Ela vai terminar o seu último ano de mandato lutando e contendo preços como de combustíveis, como de transportes, como de tarifas de energia, para não ultrapassar o teto da meta. Portanto é um Brasil, o do discurso da presidente, que não tem conexão com o Brasil real”, disse.

Aécio Neves alertou para a alta da inflação, sobretudo em relação à cesta básica, que atinge a todos os brasileiros. Em Salvador, a alta no preço dos itens essenciais à população beirou os 17% em 2013, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

“Vimos uma pesquisa recente, feita em cerca de 10 capitais, onde a cesta básica, em todas elas, ultrapassou 10%. No caso de Salvador (BA), chegou a 17% nos últimos doze meses. Onde não está a inflação? A fantasia da propaganda oficial não consegue mascarar, não consegue mudar a realidade. Hoje, infelizmente, o Brasil está no final da fila daqueles que querem investir e a situação interna se agrava a cada dia. Seja na maquiagem para se alcançar o superávit primário, seja para se alcançar um saldo mínimo na balança comercial. O que assistimos no Brasil é uma desconfiança generalizada. Por isso acredito que é hora da oposição voltar a governar o Brasil”, disse Aécio Neves.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: