DF: Eliana decide ir ao Judiciário


Deputada tentará reverter intervenção feita pela direção nacional do PPS que a impede de ser a vice de Arruda.

A deputada Eliana Pedrosa (PPS) anunciou após reunião com o ex-governador José Roberto Arruda(PR), o presidente do DEM, Alberto Fraga e militantes do seu partido, ontem à tarde em sua casa, que vai à Justiça na tentativa de reverter a intervenção da Executiva Nacional, que destituiu o diretório local e anunciou Adão Cândido como vice de Luiz Pitiman (PSDB).

“Vamos para uma batalha jurídica. Os advogados nos afiançam que temos todas as chances de vitória, mas sabe-se como é a cabeça de juiz e não quero nem pensar nisso. Nessa hipótese (de derrota), ainda sim seremos um exército nas ruas”, afirmou Eliana a Arruda.

Segundo a deputada, a decisão foi tomada após pedido de militantes do PPS, que também estiveram na casa da distrital. “Duvido, Arruda, que você percorra qualquer partido e tenha essa união. Isso foi antes da crise e agora depois da crise, por isso ficamos mais unidos ainda e isso não tem preço”, declarou a deputada ao ex-governador. Ela ainda pro- meteu que todos, mesmos os candidatos que não se elegerem, terão espaço no governo.

O ex-governador falou sobre o trabalho de intervenção no diretório local e se referiu a bastidores que vem sendo feito para que o acordo firmado com Eliana não seja desfeito.

“Nos últimos dias tivemos de colocar na mesa armas que nunca imaginei. Tivemos de jogar pesado. Eu disse: ‘Eliana se for mais confortável desistir você o faça, mas se quiser continuar vou com você até as últimas consequências’”, afirmou Arruda, completando: “Não será uma batalha fácil”.

5 integrantes tem a comissão interventora do PPS que se aliou ao PSDB

Eliana afirma que todo o processo que resultou no acordo com o PR do DF foi acompanhado pela executiva nacional do partido. Em nota, o PPS confirmou a intervenção no diretório local e se referiu a “exaustivas tentativas de evitar a judicialização de questões político-partidárias”. Adão Cândido foi formalizado candidato a vice de Luiz Pitiman, na chapa que ainda tem o PSDC.

Segundo a assessoria de Eliana, a candidatura só poderá ser homologada com a ata da convenção, que está em poder da antiga executiva.

Em risco de nem ser candidata


Eliana Pedrosa chegou a ser anunciada, no último sábado, durante a convenção do PPS/DF, como candidata ao Buriti, mas dois dias depois decidiu ser vice de Arruda. O confronto com a direção do PPS a coloca em risco de ter seu registro vetado e, assim, não conseguir ser candidata a nada, nem mesmo à reeleição como deputada distrital.

DEM também veta apoio a ex-governador.

Ontem foi a vez de a cúpula nacional do DEM oficializar intervenção no diretório local, que havia anunciado apoio ao ex-governador José Roberto Arruda. A Executiva Nacional emitiu resolução que anulou parcialmente a convenção do partido, realizada no domingo.

Segundo o comunicado, o apoio a candidatura de Arruda fica anulado, mas mantém as coligações para as eleições proporcionais, para deputados federais e distritais.

Segundo a assessoria do presidente nacional do DEM, senador José Agripino, na prática Arruda não poderá contar com o tempo de televisão do partido, que é de 56 segundos.

O presidente regional do PSDB, Eduardo Jorge, afirma que, caso o DEM queira coligar com os tucanos as portas estão abertas. “Temos interesse em todo tempo de televisão disponível, mas respeitamos nossos colegas do DEM. Vamos aguardar”, declarou o presidente. Alberto Fraganão quis se pronunciar.

Fonte: Por Suzano Almeida – Jornal de Brasília.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: