Desocupação da Orla do Lago Paranoá GDF tem até hoje para apresentar cronograma de desocupação da orla do lago


Uma reunião realizada esta semana entre o MPDFT e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) cobrou o programa de detalhamento do governo

Mansões do Lago Sul: lei ambiental proíbe construção a menos de trinta metros da água

O Governo do Distrito Federal (GDF), tem até esta quinta-feira (23/1) para apresentar o cronograma de desocupação e fiscalização da orla do Lago Paranoá. O prazo foi estipulado pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) na tentativa de retomar o caso, já que o cumprimento das ações está ultrapassado desde o fim de 2011. Com base no Código Florestal, o MPDFT informou que tudo que estiver a trinta metros das margens do lago é irregular.
Uma reunião realizada esta semana entre o MPDFT e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) cobrou o programa de detalhamento do GDF. Durante a reunião, o presidente do Ibram, Nilton Reis, disse que serão necessários 240 dias: 60 para o levantamento aéreo topográfico, 60 para a adequação ambiental, e 120 para a execução do Plano de Recuperação da Área Degradada. Segundo Reis, a estimativa inicial é de que o edital de licitação seja lançado em fevereiro. No entanto, nada ainda foi definido.

Na sexta-feira (24/1) também termina o prazo do governo de pedir recurso da decisão na Vara do Meio Ambiente, que arbitrou multa diária de R$ 5 mil pelo descumprimento da sentença. Caso haja suspensão do processo, a aplicação da multa ficará suspensa.

Fonte: Jornal Correio Braziliense – 23/01/2014

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: