Desafio leva crianças e adolescentes a invocarem espírito

Desafio leva crianças e adolescentes a invocarem espírito

Entenda sobre os perigos dessa “brincadeira” que virou moda. Veja o vídeo

A confusão na Escola de Tempo Integral José Carlos Mestrinho, na zona sul de Manaus (AM), assustava. Alunos eram atendidos por professores, a Polícia Militar tentava conter pais em alvoroço no portão, uma aluna saiu de maca, levada pelo SAMU, outra saiu no colo do paramédico. Emissoras de televisão gravavam reportagens e até o Conselho Tutelar foi acionado, tendo comparecido a uma reunião extraordinária entre pais e professores no dia seguinte.

Tudo isso porque um estudante, utilizando dois lápis e um papel, resolveu invocar o espírito mexicano Charlie Charlie, imitando o ritual que ficou famoso nas últimas semanas na internet.

No dia seguinte, muitas crianças não voltaram ao colégio, ainda aterrorizadas. Pais relatavam que os filhos tinham medo, estavam falando coisas sem sentindo, tiveram pesadelos a noite inteira. O que era para ser uma brincadeira tornou-se uma verdadeira assombração.

Em outra escola, essa em Boa Vista (RR), estudantes realizaram o mesmo jogo. Como consequência, cinco deles passaram mal, a ponto de precisarem ser socorridos pela Polícia Militar. Até mesmo um dos policiais que socorriam as crianças precisou de atendimento dos colegas. Diante da situação, um outro policial – que preferiu não se identificar – levou as crianças e o companheiro de trabalho até uma Universal. Lá eles foram atendidos e tranqulizados.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Governo de Roraima informou: “Os estudantes receberam uma orientação religiosa rápida, visando acalmá-los. Depois de mais tranquilos, os adolescentes foram liberados.”

Charlie Charlie challenge

O “Charlie Charlie challenge”, ou “Desafio do Charlie”, é algo semelhante à “Brincadeira do compasso” ou ao “Jogo do copo”, que já foram famosos entre crianças e adolescentes brasileiros. A ideia é convocar um espírito para que ele responda perguntas.

A primeira menção ao desafio foi realizada na rede social Twitter. Em 2 dias, mais de 2 milhões de pessoas realizaram o desafio e postaram vídeos e mensagens na internet. Nesse meio tempo, além das crianças manauenses, relatos de pessoas passando mal, e até mesmo sendo hospitalizadas, aconteceram no Brasil, Colômbia, Estados Unidos, Inglaterra e vários outros países.

Veja a seguir, num dos vídeos disponíveis no Youtube, como funciona:

O bispo Guaracy Santos, especialista da Universal em paranormalidade, faz um alerta: “Estão mexendo em casa de marimbondo e, por ignorância, não sabem. Qualquer evocação de espíritos traz resposta imediata. E que fique bem claro: a vida de uma pessoa é abastecida pelo espírito a quem ela invoca e que está no controle da sua mente, e com o domínio de cada área da vida dela.”

Quando abrimos espaço para que espíritos desconhecidos entrem em nossa vida, coisas ruins podem acontecer. “Esse apetite pelo desconhecido, por previsões do futuro, é nocivo e perigoso”, destaca o bispo.

O que é realmente o desafio?

O desafio nasceu para promover o filme de terror “A Forca”, que chega ao Brasil em agosto. A produtora do filme inventou a lenda de Charlie, que seria o espírito de um jovem mexicano assassinado e atormentado, disposto a fazer mal a quem quer que o invoque.

Entretanto, as pessoas que participaram do desafio, como as crianças da Escola José Carlos Mestrinho, não sabiam que tudo era marketing. A vontade de convocar certo espírito atormentado deu espaço para que qualquer espírito atormentado se aproximasse, provavelmente causando o mal-estar e o terror sentido pelas crianças vulneráveis.

No Brasil, o grupo TF Teen busca conscientizar os jovens sobre como fortalecer a fé, sem permitir que qualquer espaço seja dado àquilo que pode lhes prejudicar, inclusive em relação a essa “brincadeira”.

Você já conhece o trabalho do TF Teen? Visite a Universal próxima de sua casa e entenda como seu filho pode ser fortalecido por meio da Palavra de Deus.

E se você participou da brincadeira, está assustado e não sabe o que fazer, veja o vídeo abaixo:

About Germano Guedes

Olá Pessoal, Sou Germano Guedes, criador do site “a politica e o poder”. Baiano, morador da Estrutural desde 99, cheguei a Capital Federal para tentar a vida como milhares de outras pessoas. Ao chegar na Estrutural, começei a participar de discussões que visavam a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Vi que alguns grupos já formados, ” monopolizavam” os moradores e inclusive, a informação que chegava até a comunidade. Nessa condição, resolvi criar um blog – meio que possibilitaria levar informação as pessoas. Neste canal, soltei o verbo e começei a dizer o que eu realmente pensava sobre o que acontecia na Estrutural. Abordei vários assuntos polêmicos, revelei notícias “bombas” e muitas vezes, tive que desmascarar grupos organizados que não pensavam no interesse da população – como diz o ditado ” era só venha a nós” e a população que se vire. Como Prefeito Comunitário pude participar mais ativamente das ações políticas que discutiam a Estrutural. Lixão, instalação de creches, reabertura de escolas e a regularização de alvará dos comerciantes eram algumas de nossas reivindicações. No ano de 2014, fui indicado pelo meu Partido – PRB – a vaga de administrador da Cidade. Continuo abastecendo o site com notícias e assuntos polêmicos, dizendo realmente o que penso. Porém, agora somos uma equipe e ” A Política e o Poder”, além de abordar assuntos correlatos à Estrutural, terá uma discussão voltada para todo o Distrito Federal, garantido informação e notícias exclusivas a todos os brasilienses que nos acompanham.
%d blogueiros gostam disto: