Deputado pastor Eurico é destituído da CCJ por ter criticado Xuxa


Deputado pastor Eurico é destituído da CCJ por ter criticado Xuxa

O parlamentar citou o filme erótico que a apresentadora da Globo protagonizou com um garoto de 12 anos em 1982

por Leiliane Roberta Lopes

Deputado pastor Eurico é destituído da CCJ por ter criticado Xuxa

As declarações do deputado pastor Eurico (PSB-PE) sobre a apresentadora Xuxa lhe custaram a cadeira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Na tarde desta quarta-feira (21) a CCJ discutia o projeto intitulado “lei da palmada” e a apresentadora Xuxa Meneghel participava das discussões quando foi acusada pelo deputado evangélico de ter cometido uma agressão contra o menor.

“Em 1982, ela cometeu a maior agressão contra crianças”, disse ele sob vaias e aplausos se referindo ao filme “Amor Estranho Amor” onde a apresentadora contracena ao lado de um garoto de 12 anos em cenas sensuais.

O líder do Partido Socialista Brasileiro (PSB), deputado Beto Albuquerque, do Rio Grande do Sul, entendeu que Eurico foi “intolerante” e o destituiu da CCJ.

“A decisão foi tomada em função da postura adotada pelo parlamentar durante a reunião ordinária desta quarta-feira (21), na qual o mesmo se pronunciou de forma intolerante, desrespeitosa e desnecessariamente agressiva em relação à Sra. Xuxa Meneghel, presente à reunião na condição de convidada”, diz texto divulgado pela liderança da bancada.

O lugar do deputado evangélico na Comissão será ocupado pelo deputado Júlio Delgado (PSB-MG) que não faz parte da Bancada Evangélica do Congresso. A troca foi confirmada em nota do PSB que afirmou que o pensamento do pastor Eurico “não representa sobremaneira o pensamento do” partido que tem “apreço e respeito” pela apresentadora Xuxa.


 Com informações G1

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: