Curso Internacional de Verão: Entre música e amigos


Nas salas e corredores, o evento promove diversas oportunidades e encontros profissionais para alunos

Da Redação

Durante o almoço dos alunos e convidados do Curso Internacional de Verão de Brasília, no refeitório da Escola Fazendária, uma notícia triste silenciou o alarido das pessoas que lotavam o espaço. A morte do maestro Levino de Alcântara, fundador da Escola de Música de Brasília, que há algum tempo lutava contra um câncer. Alcântara foi o fundador do primeiro Civebra que está em sua 36º edição. Os presentes no evento homenagearam o músico com uma calorosa salva de palmas.

Talentos
Mas nem tudo é tristeza na Escola de Música de Brasília. Com camisa descolada trazendo estampada o rosto dos quatros integrantes dos Beatles, o pequeno Ian Coury, 11 anos, é uma das principais atrações da roda de samba com bandolim a tira colo. Assim como boa parte dos meninos de sua faixa etária, adora rock. Mas na hora de aprender um instrumento, nem se lembrou da guitarra. “Toco bandolim por causa do meu pai”, esclarece o jovem músico.

Quando o precoce músico coloca os pés na sede da Escola de Música, a primeira coisa que faz é se enturmar com gente que nunca viu. “O legal desse evento é que é uma boa desculpa para trocar informações e fazer novos amigos”, garante, referindo-se ao encontro musical que acontece até o dia 25 deste mês.

Cantora popular nas noites brasilienses, Nathália Lima, 25 anos, também tem desenvoltura para fazer novas amizades e revela o segredo para se entrosar. “Interação é um princípio básico para quem vem aqui, até porque os músicos, por natureza, são pessoas abertas”, ensina.

Foi por meio de um desses contatos que, em 2011, ela conseguiu fazer parte de um projeto de prestígio ao lado do compositor Roberto Menescal. Lançado pelo selo Tratone, o projeto Elas Cantam Menescal traz participações de quatro cantores do País interpretando músicas de um dos ícones da bossa nova. “Era uma música nova de Menescal e outra já consagrada. Escolhi Nós e o Mar, escrita em parceria com (Ronaldo) Bôscoli”, detalha. “Sempre rolam trocas boas por aqui”, destaca.

Programação

Às 19h, no Teatro Carlos Galvão da Escola de Música (L2 Sul), concerto da harpista Marisela González e convidados. Também às 19h, na Sala Plínio Marcos do Complexo Funarte (Eixo Monumental), se apresentam Paulo Levi (saxofone) e convidados.

Às 20h, no teatro da Escola de Música, tem ainda o concerto de clarineta e música de câmara. E na Sala Plínio Marcos do Complexo Funarte, também às 20h, haverá apresentação de choro. Todos os eventos têm entrada gratuita e classificação livre. Informações: 3901-7688

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: