Corpo de estudante de jornalismo é encontrado esquartejado na Cohab

Estudante Dahlia FerreiraFoi encontrado no início da tarde desta quinta-feira (27), no bairro da Cohab, o corpo da estudante de jornalismo, Dahlia Ferreira, que estava desaparecida desde domingo (23). O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Segundo a polícia, o companheiro é o principal suspeito do crime. O corpo estava esquartejado, enrolado em uma rede e dentro de um saco de lixo, próximo ao condomínio onde morava a vítima. O companheiro de Dahlia, Raphael Carvalho, foi encontrado com um profundo corte no pescoço na manhã de hoje.

A vítima teria saído no domingo para a praia e não retornou.

Sobre a provável data da morte de Dáhlia, somente um exame cadavérico realizado por peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) vai poder afirmar quando a universitária foi assassinada.

Redes Sociais

A família, amigos e professores fizeram uma grande mobilização nas redes sociais a procura de Dahlia desde o seu desaparecimento no domingo (23).

Suspeito pela morte

Principal suspeito do crime que vitimou a universitária Dáhlia Ferreira, o também estudante Raphael Carvalho usou um perfil de rede social para comunicar a amigos e conhecidos sobre o desaparecimento de sua companheira. No texto, publicado um dia depois de seu sumiço, Raphael diz que sua “vida está perdida” e que Dáhlia era seu objetivo de ser, sua paixão e seu vício. Ele narra o s últimos instantes que, supostamente, teve com Dáhlia.

Ele ressalta que seu relacionamento era complicado, mas tinha liberdade que faziam “questão de manter”. Ele segue dizendo que percorreu a cidade, hospitais, delegacias e a praia.

Seu depoimento finaliza com um pedido de oração aos “amigos, paixões e confidentes” e diz que é um pedaço de sua vida que está perdido por aí. “Um pedaço da minha vida que temo não suportar perder”, arremata.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: