Construções são derrubadas em área de preservação ambiental

Construções são derrubadas em área de preservação ambiental

O Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo do Governo do Distrito Federal removeu nesta quinta-feira (11) três edificações e 10 pontos clandestinos de energia durante operação realizada em área de proteção da Chácara Santa Luzia, na Estrutural.

“É um trabalho que realizamos até três vezes por semana com o objetivo de retirar as construções irregulares mais recentes, pois aquela área não está passível de regularização pela proximidade com a Floresta Nacional de Brasília”, diz o secretário da Ordem Pública e Social (Seops), José Grijalma Farias Rodrigues.

Pelo menos 300 metros dos limites da reserva devem ser preservados, de acordo com a legislação ambiental vigente.

Além das obras ilegais foram retirados no local 40 metros lineares de cerca e uma cisterna clandestina.

A operação contou com a participação de 40 servidores de seis órgãos, coordenados pela Seops e pela Agência de Fiscalização.

Nos seis primeiros meses deste ano o Comitê do GDF realizou 35 operações na área com saldo de 219 obras irregulares removidas

PARANOÁ

Outra equipe do Comitê de combate ao Uso Irregular do Solo realizou uma operação na região do Núcleo Rural Café Sem Troco, no Paranoá.

O resultado foi a retirada de três edificações irregulares – que estavam abandonadas – e de dois pontos clandestinos de energia.

“Vamos intensificar o trabalho de vigilância para impedir o surgimento de novas construções nos parcelamentos irregulares da área”, garante o secretário Farias.

Fonte: Seops

O Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo do Governo do Distrito Federal removeu nesta quinta-feira (11) três edificações e 10 pontos clandestinos de energia durante operação realizada em área de proteção da Chácara Santa Luzia, na Estrutural.

“É um trabalho que realizamos até três vezes por semana com o objetivo de retirar as construções irregulares mais recentes, pois aquela área não está passível de regularização pela proximidade com a Floresta Nacional de Brasília”, diz o secretário da Ordem Pública e Social 


(Seops), José Grijalma Farias Rodrigues.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: